Saint Tropez

ANTES DE TUDO !

La Dolce Vita

Fellini, Pasolini, Anita e Marcello: para começar com luxos-loucuras saudáveis!
 
Prefiro imaginar que estamos conversando. Então começo pelo começo já que vamos nos encontrar todos os meses….  
Neste nosso primeiro encontro preciso explicar como serão construídas as histórias mensais e um pouco do que acredito, como vivo e do que pode aparecer por aqui.
Daniela: Sou cidadã do mundo, brasileira de raiz, parisiense por adoção e italiana por intermitência.
O que era para ser um ano sabático em Paris se transformou em sete anos de criações em Arquitetura, Interiores, Design, Cenografia e Fotografia. E claro, a oportunidade de fazer muitas viagens. Por isso digo que sou uma “Marco Polo de Saias”, garimpeira do bom e do belo. Minha inspiração é o l’air du temps, OU, “o que está acontecendo agora”. E isso pode significar acontecimentos de ontem, de hoje ou do amanhã. Meu convite para você é seguir rumo à estas epopéias: ora tão longe, ora tão perto.
Para dar o tom da conversa, “empresto” Matisse, mais precisamente sua pintura Luxe, calme et volupté [óleo sobre tela, 98×118 cm] que representa uma cena do cotidiano na costa Mediterrânea. É o quadro-ponto de partida do fauvismo: movimento de audácia, escândalos, e da liberação completa das cores exageradas, violentas, puras e vivas. É sobre isso que vou falar… VIVER A VIDA INTENSAMENTE em LUXO, CALMA E VOLÚPIA. 
Serão sete assuntos, para nutrir a alma:
marco polo de saias,
savoir vivre,
memória,
sacro,
profano,
savoir faire,
lux.
 TL_colunaDB_1_foto2_matisse
LUXO para mim é tempo, espaço e memória. 
tempo no mundo de hoje é ouro. Estamos sempre em movimento: conectados em viagens reais e/ou virtuais. Internet, emails, telefone, tudo facilita a vida, mas também restringe o dolce far niente. Luxo é tempo para observar, amar, rir, dançar, apreciar. Tempo para criar/fazer, cuidar e compartilhar.
#Marco_Polo_de_Saias: lugares, viagens além mar, paisagens e o vento.
espaço cada vez menor, mais caro e por isso raro… O espaço da casa é o nosso ninho, o lugar de recarregar as baterias e do bem estar bem. Não importa o seu tamanho, o gosto nem a riqueza. Importa que seja único, precioso, cheio de histórias de vida.
O espaço também pode ser o público/ a cidade: meu, seu, nosso! Luxo é respeitá-lo e cuidá-lo.
#savoir_vivre:  cores, design, espaços, geometria, lifestyle, visitas à casas interessantes.

memória que é sempre carregada conosco mesmos neste modo de vida nômade, de vai e vem e vai em movimento, de individualismo, de novos abrigos, encontros e desencontros.

#memória: perfumes, sabores, experiências.
#sacro: delicadezas, natureza, o vento penteando os cabelos, cabinet de curiosités, o inusitado, música e cinema.
#profano:  sabores, moda, jóias e surpresas
 
 
 
LUXO é a elegância do SER, consigo mesmo e com o outro. É a riqueza da gentileza com o próximo, o acreditar e FAZER um mundo melhor, a começar pelo cotidiano dos pequenos gestos.

#savoir_faire:  moda, design, sabores

#lux: arte, delicadezas, exposições, experiências
Explicações feitas, vamos para a primeira aventura…
VOLUME 1: LA DOLCE VITA ou A EPOPÉIA MEDITERRÂNEA: Saint Tropez, Córsica, Firenze e Barcelona. 
#Marco_Polo_de_Saias: domaine de la capilla, saint tropez.
Mar turquesa, Céu azul, Sol brilhando: é a Côte d’Azur ! Entende-se o nome a primeira vez que se experimenta. É um paraíso natural !
“This is the place”, já disse Woody Allen… Em Nice, onde esteve filmando seu novo filme “Magic in the Moonlight”… Colin Firth e Emma Stone ambientado nos anos 1920. Sai nos cinemas aqui na Europa, agora em outubro.
Comecei as férias em Saint Tropez, onde tem gosto para tudo:
“Bling bling” para Paris Hilton style: banhos de champagne magnum na disco Les Caves du Roy no centro histórico, decoração à Las Vegas 1970: palmeiras iluminadas multi-coloridas, tapetes, veludos, babados, adamascados… e, claro, como um bom “cassino” perde-se uma fortuna em 20 minutos… champagne corre como água da bica.
Ao sair às 6h, café da manhã em um iate ali estacionado no porto de cores alaranjadas, para prolongar os reflexos do nascer do sol…  helicóptero preto para voltar mais rápido para casa, onde a fiesta continua com música em alto volume.
Se você não tiver seus próprios meios… http://www.taxi-bateau.com.
Na saída do porto, para ver e ser visto, um café ou limonada no Senequier.

 

“Simples e autêntica”para mim. Gosto de encontrar o único de cada lugar. É isso que o torna especial e diferente do resto, é luxo descolado.
 #savoir_vivre: Todas as manhãs, doce acordar, pés descalços, mergulho na piscina, braçadas doces, respiração tranquila, o deslizar do corpo na água deliciosa. Respiro com vista para o mar infinito. Coníferas  e um jardim exuberante.
Café da manhã em uma antiga mesa de madeira ou de mármore [ para escolher], riscos, manchas e vida. O mar ao infinito.
Sol e uma boa leitura.
TL_colunaDB_1_foto8_IMG_9238 TL_colunaDB_1_foto3_IMG_9276

#profano: Passeio no Marché de Saint Tropez , ali na Praça de Lices [terças e sábados das 8h às 13h]:  um vestido de renda “à la Dolce e Gabbana”, um colar africano, bolsas em tecido coloridos. Questão de experimentar e descobrir o seu próprio estilo.

Pratos lindos pintados à mão, para servir os sabores da Provence.
BlaBla, linda caverna de Ali Baba. Cada peça é única e caríssima. Vestidos, sandálias, acessórios, óculos de sol, bolsas e tiaras/coroas, ma-ra-vi-lho-sos. Se deixe levar pela tentação. Pode ser com este novo vestido de algodão macio como a pele, que você vai fazer um pic-nic de barco amanhã… em águas ainda mais límpidas e impressionantes.
TL_colunaDB_1_foto5_IMG_9429 TL_colunaDB_1_foto4_IMG_9427

Marinette, para enfeitar a casa com o algodão mais doce entre listras coloridas e desenhos de peixes dourados; objetos e móveis para a decoração de muito bom gosto e praticidade!
Alix tem lindas jóias feitas com pedras indianas de design contemporâneo.
La Tarte Tropezienne para recuperar as forças depois do shopping. Deixe-se deleitar pelos ingredientes secretos desta torta que é uma mistura de dois cremes untuosos e um brioche delicioso, salpicada generosamente de grãos de açúcar. É leve e deliciosa.
De lá para cá à pé, mas grandes distâncias num conversível de época, claro!
TL_colunaDB_1_foto6_IMG_9448
#savoir_faire: Importante estar por ali num domingo para ir ao mercado das pulgas e antiguidades, Jas de Roberts, em Grimaud. Você com certeza vai encontrar um belo tesouro: um quadro, uma poltrona, uma mesa de centro, xicrinhas de café para servir aos amigos e contar a estória de como e onde a encontrou…, taças de vinho, toalhas bordadas…
TL_colunaDB_1_foto9_IMG_9446 TL_colunaDB_1_foto7_IMG_9236

De volta para casa, prepara-se uma bela salada niçoise e vin rosé. Joga-se conversa fora até cair numa siesta. La dolce vita…

TL_colunaDB_1_foto11_IMG_9186 TL_colunaDB_1_foto10_ducasse_niçoise

#memória: salada “Printemps des Arts, une Niçoise a la Monegasque” por Alain Ducasse.
_ ingredientes para 4 pessoas:
200 gramas de pequenas folhas verdes, 200 g de salsão, 200g de mini-favas, 150g de pepino, 4 mini-alcachofras, 200 g de pimentão vermelho, 6 mini-cebolinhas, 400g de tomates,
4 ovos de codorna, 4 rabanetes, 50 g de azeitonas de Nice cortadas em pedacinhos, 100g de atum ao óleo [italiano de preferência], 1dente de alho, 1 galho de thym [tomilho], 4 colheres de óleo de oliva de Nice, 1 colher de suco de limão siciliano, 20 folhas de basílico, 4 filets de anchova, óleo para temperar, flor de sal e pimenta do reino moída na hora.
para enfeitar o prato:
100 g de tapenade, pedaços de baguete quentes [sentido longitudinal]  e pequenas torradas, 1 dente de alho, óleo de oliva para temperar.
_ preparo fase 1:
grelhar o pimentão vermelho no forno muito quente, em seguida retirar a pele e cortá-lo em julienne. Deixar marinar no óleo de oliva, dente de alho esmagado e o galho de thym [tomilho].
cortar o coração do salsão em pequenos cubos, passar na água gelada.
retirar a pele/casca das favas e deixar marinar no óleo de oliva.
retirar a pele do pepino, cortar em pequenos cubos sem as sementes e salpicar de sal para dar gosto.
laminar os rabanetes em rodelas.
lavar e enxugar as pequenas folhas verdes.
cortar em duas metades as cebolinhas, sentido longitudinal.
retirar a pele dos tomates, e cortar em 8 pedaços cada.
colocar os ovos de codorna por 3 minutos em água fervente. descascar.
utilizar alcachofras prontas: cortar os corações de alcachofra no sentido longitudinal.
_ preparo fase 2:
Temperar os legumes com o óleo de oliva de Nice, o suco do limão siciliano, flor de sal, e pimenta do reino moída na hora.
Arrumar todos os ingredientes em cada prato em uma composição dinâmica e leve em um grande prato.
Enfeitar com as baguetes pré-temperadas no alho e no óleo de oliva.
Passar uma camada alta de tapenade nas torradas.
Diluir a tapenade restante com óleo de oliva para temperar e servir à parte.
#sacro: Final do dia uma caminhada no “Chemin des Douaniers”, começa na praia de Pampelonne, em Ramatuelle. O caminho tem 198 km para fazer do tamanho da sua vontade. Paisagens deslumbrantes, areia branca fina, subidas e descidas, sol, chuva, escarpas  praias e mais praias. Yoga na areia. Tempestade e banho de chuva.
TL_colunaDB_1_foto13_IMG_9191 TL_colunaDB_1_foto12_IMG_9172

#profano: Para comemorar o bem-estar-bem, un verre de Pastis no Club55, também na praia de Pampelonne, onde o cliente não é Rei, é AMIGO. Ambiente descontraído !  E se você conhecer alguém local, arrisca, como eu, ser convidado para um cocktail em um dos castelos locais, Chateau de Pampelonne, regado à vinho rosé ali do próprio terroir. O happy-hour acompanha patés de javali, mel e óleo de oliva locais…
TL_colunaDB_1_foto14_IMG_9173

#lux: à noite… um banho de lua  … e…

TL_colunaDB_1_foto16_IMG_9250 TL_colunaDB_1_foto15_IMG_9477

#sacro:  … cinema: “Et Dieu Créa la Femme”, 1956, Roger Vadim com Brigitte Bardot… só.

TL_colunaDB_1_foto17_bardot

Juliette é uma mulher de uma beleza espetacular. Três homens disputam seu coração indeciso. Na época um grande escândalo. A história e o cenário são banais, como um romance água com açúcar, cores fortes e um fim convencional… Vale à pena por Bardot ! O diretor pede à ela de não encenar e sim de ser ela mesma. E assim nasceu o mito, pois até então ela fazia apenas comédias românticas. Ela aparece provocante, sensual, cabelos soltos e no papel de Juliette uma menor de idade que tem a “coragem de fazer o que quer quando quer”, ela se transforma no símbolo de uma pequena revolução sexual… Todas estas “audácias” da época, hoje são ingênuas e nos fazem sorrir. A cena dela dançando bêbada e intensamente um Mambo… continua sendo um grande momento selvagem…

TL_colunaDB_1_foto19_bardot TL_colunaDB_1_foto18_bardot

 

#sacro:  champagne !  um dos melhores : Pol Roger. Empresa familiar, discreta e de prestígio, com nível de excelência e borbulhas certas!
TL_colunaDB_1_foto20_IMG_9479
Viva la Dolce Vita  !!!
 
#sacro:  o novo álbum de Angus & Julia Stone “Grizzly Bear”
TL_colunaDB_1_foto21_angus_julia

 
O MAPA DA MINA…
Les Caves du Roy, discoteca:  31 Rue Simart, 75018 Paris  –  telefone: +33 1 42 23 99 11 –  www.cavesduroy.fr
Les taxi-bateau Brigatin II, taxi-barco: 7 Bd Louis Blanc, 83990 Saint-Tropez  –  telefone: +33 4 94 54 40 61 – celular: +33 6 07 09 21 27 – www.taxi-bateau.com – slehembre@orange.fr
Senequier, café no porto, para comer um “nougat”: Place aux Herbes, 83990 St Tropez  –  telefone: +33 4 94 97 00 90 – www.senequier.com
Marché de Saint Tropez, comidinhas, moda e objetos para casa: Place des Lices 83990 St Tropez  – terças feiras e sábados, das 8h às 13h. Estes horários podem variar em função da meteorologia e da estação do ano. – http://www.jours-de-marche.fr/marche/83990-saint-tropez/1959/
BlaBla, moda: 3 Traverse de la Garonne, 83990 Saint-Tropez  –  telefone + 33 4 94 97 45 09 – www.blablasainttropez.fr
Alix, jóias: 32 Rue Georges Clemenceau, 83990 Saint-Tropez  –  telefone +33 4 94 97 28 11 – www.alixbijoux.com
Marinette, para a casa: 30 Rue Georges Clemenceau, 83990 Saint-Tropez  –  telefone +33 4 94 56 23 17 – www.marinettedecoration.com
La Tarte Tropezienne, doces: Traverse des Lices, 83990 Saint-Tropez  –  telefone: +33 4 94 97 04 69 – www.latartetropezienne.fr
Jas de Roberts, mercado das pulgas: Roberts Neighborhood, 83310 Grimaud – telefone: +33 4 94 43 27 20 – www.jasdesroberts.com
Club 55, bar, restaurante e loja: 43  Boulevard Patch, 83350 Ramatuelle – telefone + 33 4 94 55 55 55 – www.club55.fr
Chateau de Pampelonne, para conhecer o vinhedo e experimentar o vinho rosé da região. route des plages 83350 Ramatuelle – telefone +33 4 94 56 32 04– www.chateau-pampelonne.fr
Le Chemin des Douaniers, uma bela caminhada de 14,5 km , tempo estimado de 3h30 – partida do estacionamento da “citadelle”. Este circuito te leva do centro de Saint Tropez até a praia de Salins, seguindo todo o litoral.  http://www.randogps.net/randonnee-pedestre-gps-var-83.php?num=3&meta=St%20Tropez%20-%20Sentier%20des%20douaniers
Et Dieu Créa la Femme, filme de Roger Vadim, 1956 com brigitte Bardot.
Champagne Pol Roger.
Grizzly Bear, novo álbum de Angus & Julia Stone, 2014 .

 

Adquira o seu novo Ebook - Os conceitos que vão ditar o futuro do mercado.