Quinta edição do 70 Minutos de Luxo debate o valor da capacitação

 

Esse é um assunto que eu, particularmente, gosto muito já que desenvolvo diversos materiais e serviços focados em aprendizado. Eu, que estou sempre em busca de aperfeiçoar meus conhecimentos e me atualizar com as tendências, sou uma grande entusiasta quando o tema é capacitação. Acredito que aprimorar nossas expertises e contar com a melhora de nossas habilidades está 100% ligado ao nosso desempenho profissional. Tanto é que, ao longo desses meus 8 anos de carreira, como especialista no mercado de luxo, já ministrei treinamentos, cursos, workshops e aulas em grandes instituições de ensino, como Belas Artes, IED, IBMEC, Centro Europeu, entre outros.

Tenho certeza de que um dos meus propósitos profissionais é firmar esse compromisso em incentivar a capacitação e mostrar quais são os melhores caminhos para isso acontecer.

O investimento em capacitação cada vez mais se consolida como um importante diferencial competitivo para quem atua no setor de alto padrão. Com singularidades e particularidades, o mercado de luxo, assim como qualquer outro, é amplo e diversificado, dessa forma, somente com muito domínio é que podemos conquista-lo. Em tempos de pandemia e lockdown, muito se falou sobre aperfeiçoamento e estudo à distância, abrindo ainda mais o leque de possibilidades e oportunidades para quem quer se dedicar em sua carreira.

E para enriquecer esse debate, no último dia 17 de março, durante os “70 Minutos de Luxo”, minhas convidadas estratégicas puderam compartilhar suas visões de mercado e o real valor da capacitação.

Andreia Meneguete, Especialista em Comunicação, Varejo de Moda e Beleza, Docente na Faap, IED e ESPM, acredita que conhecimento é transformar pessoas. “É sobre afeto e relacionamento. Olhar para a capacitação como transformação e carinho, aprimorando essa jornada”.

Ju Rakoza, Fundadora da Beauty 4 Share – a primeira escola de Influenciadores de Beleza – maquiadora e empreendedora, comentou que o mercado está enfrentando diversas dificuldades para se reinventar nas plataformas digitais e, com certeza o conteúdo e capacitação é o caminho. “É preciso se capacitar para se destacar e mostrar seu diferencial”.

Fernanda Leite, Professora da Belas Artes e IED, Consultora de Moda, revelou que quanto mais você sabe, mais humildade você tem pra melhorar e ir em busca de capacitação. “O importante é filtro qual o conhecimento é relevante pra mim, pra ter essa dedicação e que faça sentido no nosso dia a dia”.

Mariana Penteado, Especialista em Empresa de Gestão e professora da FAAP e ESPMIX – Escola de Joalheria disse que a capacitação é como ferramenta para desenvolvimento e descoberta de habilidades e capacidades.

Já Valeska Nakad, Especialista em Design Estratégico e Moda, Coordenadora do Curso de Design de Moda da Belas Artes e sócia-diretora da R2E – Retail to Engage, comenta: quanto mais capacitado, melhor o profissional atende seus clientes. Melhorar e humanizar a empresa e o colaborar, é benéfico para o crescimento de todos e juntos”.

Cris Morais, Especialista em Comunicação, Moda e Estilo de Vida Saudável, além de ser docente na ESAMC (Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação), compartilhou sua ideia dizendo que de uma forma geral, é uma obrigação se capacitar porque o mercado muda, a dinâmica muda e Ana Vaz, Educadora, Comunicóloga e Autora, finalizou nossa noite e debate com a seguinte declaração:

“Não existe transformação se não tiver questionamento. As pessoas estão em contato com muitas informações e, muitas vezes, de qualidade ruim. Se elas não perguntarem “por que” não transforma o conteúdo em conhecimento e aprendizado”.

Adquira o seu Livro Digital - 7 Anos de luxo em 70 artigos