Montblanc lança o livro “Inspire Writing” com textos de Alex Fury e uma incrível jornada pelo mundo do luxo

Dizem que a caneta é mais poderosa do que a espada, um adágio que exalta o poder da comunicação, das palavras, sua democracia, sua universalidade. Todos podem empunhar uma caneta para expressar seus pontos de vista e emoções, para ter um impacto no mundo. A escrita permite que as pessoas deixem rastros de suas vidas, contem suas histórias, deixem uma marca. Fundada em 1906, a Montblanc é sinônimo de cultura de escrita refinada, oferecendo produtos de luxo com qualidade de artesanato tradicional, benefício funcional e beleza, elaborados com paixão por mestres artesãos, e refletindo as elevadas expectativas dos seus clientes.

Especialmente valiosa nesta era moderna de tecnologia, a escrita à mão é uma forma de arte pessoal que dá expressão a pensamentos individuais com uma estética única. A Montblanc deseja inspirar as pessoas a escrever, fornecendo os instrumentos de escrita para criar e deixar sua própria marca. Como um Stradivarius ou um Steinway, os instrumentos Montblanc são criações artísticas precisamente ajustadas, servindo como ferramentas para os esforços criativos de outros.

Prestando homenagem aos grandes escritores, artistas, exploradores e empreendedores da humanidade com suas coleções de edição limitada High Artistry, a Montblanc deseja celebrar, por meio de seus instrumentos de escrita, o poder da mão e da humanidade para comunicar mais do que apenas palavras.

“Montblanc: Inspire Writing” conta a notável história de uma Maison pioneira que se esforça desde o seu início para inspirar as pessoas a escrever, deixando seus pensamentos fluírem por uma página, para deixar sua marca, com a caneta na mão. Através das palavras do jornalista e autor Alex Fury, ilustradas com imagens de arquivo, documentos e registros de novos produtos pelas lentes marcantes do fotógrafo Laziz Hamani, o livro revela a identidade multifacetada da Montblanc, como o ápice dos instrumentos de escrita de luxo para pessoas que buscam a excelência e ousam para deixar sua marca individual com estilo e talento exclusivos. Também nos lembra o poder da escrita à mão e os traços de humanidade encontrados em cada letra desenhada no papel.

Alexander Fury é jornalista, escritor e crítico de moda. Ele é Fashion Features Director of AnOther Magazine e Men’s Critic for Financial Times. De 2016 a 2018, foi o primeiro Correspondente Chefe de Moda na T: The New York Times Style Magazine, e de 2013 a 2016 foi editor de moda dos jornais The Independent, i, e The Independent on Sunday. Em 2018, recebeu o título de Doutor Honorário em Letras Humanas da Academy of Art University, San Francisco. Seus outros livros incluem Dior: Catwalk (Thames and Hudson, 2017); Passarela: Fotografias de Chris Moore (Laurence King, 2017); Dior por Gianfranco Ferré (Assouline, 2018); Chanel: The Impossible Collection (Assouline, 2019) e Zuhair Murad (Assouline, 2020).

As canetas Montblanc são, na verdade, instrumentos de escrita, criações artísticas bem ajustadas que servem como ferramentas para os esforços criativos de outras pessoas. Em cada uma de suas edições, a Montblanc continua a estimular impulsos criativos por meio da memória daqueles que existiram antes e que ainda criam hoje – estimulando outros a deixar sua própria marca, com uma palavra escrita à mão por vez.

Baixe o EBook gratuitamente - A era de um novo mercado