Como o marketing digital e o luxo convergiram para me trazer até aqui. E o que será daqui pra frente?

Eu adoro moda. Sempre gostei. Não para me fazer escrava de tendências que nem sempre conversavam com a minha essência pessoal, não neste sentido, mas como uma maneira de ver a globalidade de conceitos que se enquadravam para públicos tão distintos como nova iorquinos, indianos e brasileiros. Dentro de suas culturas, estes mesmos grupos de pessoas podiam buscar as mesmas tendências, cada um no seu território.

Como jornalista, um dos primeiros cursos de especialização foi em jornalismo de moda, pela faculdade do SENAC, no Rio de janeiro. E que escola! Durante 1 ano e meio bebi direto da fonte com mais autoridade no país, a querida Iesa Rodrigues que comandou por anos o caderno B do Jornal do Brasil e não tem ninguém nesse universo que não saiba da importância desse nome no nicho de moda brasileiro.

E como aluna, aprendi demais. Tive a oportunidade de cobrir meu primeiro SPFW e Fashion Rio para o jornal interno do próprio SENAC. E não pense que por ser um material corporativo, não teve ralação e correria. A gente deu o máximo para criar um produto final incrível, à altura da nossa mestra.

Com o passar do tempo, o jornalismo de moda foi se afastando dos meus caminhos profissionais e acabei entrando de cabeça no mundo corporativo. Foram anos fazendo jornalismo empresarial, que me deram experiência e bagagem, até poder empreender e fundar a minha própria agência, a Essenzia Comunicação.

Os clientes sempre foram de diferentes segmentos, mas a moda sempre esteve lá, dessa vez na minha vida pessoal. Seguindo e acompanhando as tendências e novidades do setor dessa vez para informação própria.

Agora, novamente a moda e o mercado de luxo voltam a fazer parte da minha vida profissional, através desse canal que tenho o maior carinho e alegria em fazer parte. O Terapia do Luxo e a Manu entraram na vida da Essenzia despretensiosamente, com um convite para a estreia do “70 minutos de luxo”, realizado mensalmente com grandes nomes de mercado, para falar de moda, luxo e tendências, e agora sou parte do time de colunistas do canal, para conversarmos sobre os impactos do mundo 4.0 neste mercado tão diferente de qualquer outro, justamente por suas características de exclusividade e seletividade em sua relação com os clientes. Aqui quero dividir as minhas percepções, mas também trocar com vocês pois acredito que a gente se fortalece mais quando compartilha.

Então, peço licença para ocupar meu lugar por aqui e dizer que maior que a alegria em fazer parte desse projeto, só mesmo a ansiedade e o frio na barriga de quem topa um desafio novo. Então, vamos em frente! De preferência em cima de um Loubotin, para que a parceria seja très incroyable e duradoura.

 

 

 

Adquira o seu novo Ebook - Os conceitos que vão ditar o futuro do mercado.