Um mercado sem crise

1

O setor de alto padrão é um nicho de mercado em que as oscilações tendem a chegar com menos intensidade. Entretanto, as diversas dificuldades políticas, sociais e econômicas que muitos países vêm enfrentando nos últimos anos têm afetado o segmento em maior ou menor escala.

Mas, em Portugal, pelo menos no setor imobiliário de alto padrão, não existem motivos para reclamar. De acordo com um estudo recentemente divulgado pela Sotheby’s Portugal, empresa que atua no segmento imobiliário premium, no ano passado foram vendidas mais de 7,4 mil propriedades de luxo, o que resulta em um espantoso total de 20 residências negociadas por dia.

Entre os principais elementos motivadores desse quadro, está o farto crédito destinado pelos bancos a quem busca adquirir uma propriedade de alto padrão e, também, a exposição cada vez mais intensa do país em âmbito internacional, principalmente através do turismo.

Geograficamente, Lisboa, Sintra e Algarve são responsáveis por aproximadamente metade das vendas. A outra metade se distribui em regiões como Alentejo e Madeira.

De acordo com o CEO da Sotheby’s, Gustavo Soares, o “crescimento global do setor verificado em 2016 manter-se-á, na nossa perspectiva, constante este ano, prevendo-se no mínimo um crescimento entre 15 a 20%”.

Crédito da imagem: Reprodução.