Um despertar milionário

01

A estreia do primeiro filme de Star Wars no dia 30 de janeiro de 1978 foi decisiva na formação de dois grupos de pessoas. De um lado, aqueles que se emocionam com a história que mistura amor, lealdade, traição, naves espaciais e extraterrestres. Do outro, os que torcem o nariz e não entendem o fascínio que os filmes exercem sobre seus milhões de admiradores.

Em um aspecto, porém, todos concordam: os filmes da série intergaláctica são uma verdadeira máquina de produzir lucro. Mas, a repercussão dos filmes vai muito além das bilheterias do cinema e atinge os mais diversos segmentos de mercado que faturam alto com a luta dos Cavaleiros Jedi contra o Lado Sombrio.

A estreia de O Despertar da Força, o mais novo capítulo da saga, levou os fãs ao delírio e gerou muito lucro para segmentos como os brinquedos de luxo e a arquitetura de interiores. A saga se consolidou como uma verdadeira força aliada na geração de novos negócios e rendimentos. Para se ter uma ideia do montante financeiro gerado em torno do filme, uma matéria publicada no site da Globo News afirmou que “quando foi lançada, em 1980, uma pequena réplica de plástico do caçador de recompensas Boba Fett custava uma libra e meia. Passados 35 anos, a peça foi arrematada agora em um leilão na Inglaterra por nada menos que 18 mil libras, o equivalente a R$ 105 mil”.

Se há alguém que ainda acredita que a relação de Star Wars com o segmento de alto padrão reside apenas nos elevados valores dos bonecos de brinquedo, é preciso viajar na velocidade da luz para mudar os conceitos. Atualmente, existe um sem número de produtos licenciados que abrangem os mais diversos segmentos. De relógios sofisticados a batons sedutores, passando por tecnológicos fones de ouvido e chegando às mais diversas peças do vestuário, muitas marcas apostam no desenvolvimento de produtos ligados diretamente ao filme ou, em muitos casos, tendo as histórias como fonte de inspiração.

O setor de decoração de interiores também festeja a procura por peças ligadas ao filme. Dos tradicionais adesivos de paredes aos quadros e objetos de decoração alusivos às produções, é cada vez maior o número de pessoas que optam em deixar a casa com o aspecto de uma galáxia muito distante.

A aventura intergaláctica também inspirou o segmento automobilístico. Em Nova Iorque, uma parceria entre a Disney e a Uber apresentou uma série de veículos cujo design lembrava os soldados imperais, os famosos Stormtrooper. Na ação de marketing, só faltou tocar a conhecida marcha do Império para que os passageiros se sentissem membros da ordem que almeja estabelecer um regime ditatorial na galáxia.

Mas, é claro, que ninguém faturou tanto quanto a Disney, estúdio que detém atualmente os direitos autorais sobre a saga. O lucro líquido da empresa subiu aproximadamente 32% devido ao sucesso de bilheteria da produção. Conforme afirmou Robert Iger, CEO da Disney, “impulsionada pelo fenomenal sucesso de Star Wars, entregamos os maiores lucros trimestrais da história da nossa empresa”. Agora que a força já despertou, resta saber se ela ainda vai continuar rendendo milhões de dólares por muito tempo.

Automóveis inspirados na saga Star Wars

Automóveis inspirados na saga Star Wars