Top 5: dicas para potencializar o requinte da arte na decoração

Tendências e novidades não faltam no segmento de decoração de ambientes. Entretanto, apostar em elementos clássicos como a utilização de quadros pode ser uma excelente ideia para criar um espaço único e personalizado. Confira, abaixo, cinco dicas incríveis para potencializar o requinte artístico na decoração.

A obra deve refletir o seu estilo

A decoração de um ambiente, quer seja um quarto, uma sala de jantar ou de estar, precisa levar em conta o estilo e os desejos de quem vai utilizar o espaço. Por isso, não tente impressionar ninguém, busque um estilo de quadro ou pintura que se adeque de forma precisa à sua personalidade.

Na falta de um estilo, opte pelas obras atemporais

A arte é um território vasto e complexo já que existem diversas abordagens, períodos históricos e até mesmo influências na concepção de uma obra. Por isso, se você ainda não tem um estilo favorito ou pessoal, escolha obras clássicas que possam ser consideradas atemporais. Assim, sua decoração sempre estará na moda.

Dê preferência para cores e tonalidades que você aprecia

Como já mencionamos, é fundamental que um quadro ou uma obra de arte reflita os gostos de quem vai morar na casa. Dessa forma, levando em consideração que as cores estão entre os elementos mais importantes de um quadro, dê preferência para as tonalidades que você mais gosta.

Leve em conta o ambiente em que o quadro ficará

Para que a concepção da decoração seja ainda mais assertiva, levem em consideração as cores do ambiente que está sendo montado. É evidente que os tons não necessariamente precisam ser iguais ou mesmo repetidos, entretanto, buscar uma tonalidade que se assemelhe fará com que a pintura ganhe ainda mais revelo no decór.

Escolha, sempre que possível, um quadro em uma moldura envidraçada

Uma maneira de dar mais personalidade e refinamento para um quadro é utiliza-lo com uma moldura de vidro. Além do aspecto estético, essa opção também contribuirá para que a obra continue bonita e significativa mesmo com o passar do tempo.

Crédito das imagens: Reprodução.