TL 21: Zaha!, por Daniela Busarello.

Uma ode à avant-garde Zaha!
Os mundos da arquitetura, moda, design, cidades e feminino se entristeceram este mês com o desaparecimento da grande Zara Hadid: mulher-arquiteta-visionária.
Primeira mulher a ser laureada com o Prêmio Pritzker, o “Nobel da Arquitetura”, em 2004.
Primeira mulher a receber a Medalha de Ouro Real por seu trabalho de arquiteta, em 2016.
Pupila do grande Rem Koolhas, soube traçar seus paços, ou melhor, suas danças e acrobacias!

Ame ou odeie seus projetos,
afrontou o mundo machista da arquitetura.
Criticou tudo e todos sem papas na língua.
E principalmente, ousou.
S-E-M-P-R-E.

Sou fã de seus desenhos futuristas.
Menos fã do resultado de sua arquitetura.
E sempre admiradora de sua coragem, persistência em ser única.

Estes dias foram para pensar na finitude, no cotidiano e nas coisas simples da vida.
65 anos nos dias de hoje é pouco.
Diria que o início da fase adulta de um arquiteto.
Foi-se embora muito cedo!

Estes dias foram para pensar no quanto devemos estar atentos ao aqui/agora.
Ao conjunto das simples atitudes do dia-a-dia que “ao fim” são elas que vão construir a história de cada um.

Ficam as imagens desta Senhora Arquiteta.
Ficam as obras construídas para serem vistas e vividas por nós

01

02

# marco polo de saias : vitra firestation, Weil am Rheim, Alemanha, 1993.

 

Zaha Hadid: 'The world is not a rectangle.'

04

# savoir vivre : casa atlântica, Rio de Janeiro, Brasil.

05

06

# memória: zollhof media park masterplans, Dusseldorf, Alemanha, 1989-1993.

 

07

08

09

10

11

12

# sacro : centro cultural heydar aliyev, Baku, Azerbaijão, 2013

 

13

14

# profano : sapatos united nude, 2013.

 

15

Hungerburgbahn Innsbruck | Hungerburgbahn Innsbruck

# savoir faire : estação funicular Hungerburg, em Innsbruck, Áustria, 2007.

 

17

18

19

20

21

22

# lux : dongdaemun design plaza, Seul, Coréia, 2015

Leave a Reply

Your email address will not be published.