Tecnologia das criptomoedas será utilizada no mercado de luxo

As moedas digitais, também conhecidas como criptomoedas, se tornaram um assunto que ultrapassou em muito o sistema financeiro, tendo relação direta com os mais diversos segmentos de mercado. No setor de luxo, por exemplo, foi anunciada poucos meses atrás a venda de um relógio da marca Hublot exclusivamente através das moedas digitais.

De forma resumida e objetiva, as criptomedas surgiram no ano de 2009 e tem seu funcionamento realizado através de uma rede descentralizada, de forma que é possível realizar a transferência de uma pessoa para outra sem que necessariamente haja a intermediação de um banco ou de um agente financeiro regulamentado.

A Christian Dior (no alto da página ) e a Louis Vuitton (acima) utilizarão a tecnologia das moedas virtuais para garantir a origem e procedência de suas peças

As aplicações da tecnologia das moedas digitais, entretanto, têm muitas outras utilizações e conforme foi anunciado recentemente, a Louis Vuitton e a Christian Dior , ambas marcas pertencentes ao grupo LVMH, utilizaram o sistema para verificar e comprovar a autenticidade de seus produtos e, também, das matérias-primas utilizadas nos processos de fabricação.

Através de uma parceria com a Microsoft e a Consensys, empresa especializada na tecnologia das moedas virtuais, os clientes das marcas terão acesso a um aplicativo no qual estarão disponíveis informações sobre a origem e procedência das peças. Além disso, o aplicativo também contará com dados relativos as questões ambientais e sociais, ressaltando o compromisso das marcas em atuar da forma mais ética possível.

Crédito das imagens: Dior Summer 2019 Collection/Divulgação e Louis Vuitton Spring Summer 2019/Divulgação.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.