Sustentabilidade ambiental é destaque mundial no mercado de vinhos

Na última semana, mais precisamente entre os dias seis e sete de março, aconteceu na cidade do Porto, em Portugal, o Climate Change Leadership, evento destinado ao debate dos problemas climáticos que se agravam em todo o mundo e que contou com a participação de personalidades como Al Gore, vice-presidente americano durante a administração de Bill Clinton.

Entre os destaques do evento, diversos exemplos que destacaram que o setor de vinho vem atuando de forma sistemática na implantação de alternativas sustentáveis para seus modelos de produção. Adrian Bridge, um dos organizadores do evento, afirmou que as marcas que atuam no setor precisam demonstrar a qualidade de seus produtos de maneiras inventivas e não apenas investindo em embalagens.

O mercado de vinhos brasileiros também vem se destacando em matéria de sustentabilidade através de vinícolas que adotam o cultivo de uvas sem o uso de agrotóxicos

De acordo com o portal Clube dos Vinhos, a África do Sul é um destaque na produção sustentável com cerca de 95% dos produtores seguindo os “preceitos sustentáveis na criação dos seus vinhos”. Ainda de acordo com o portal, a produção orgânica de vinhos é “considerada sustentável quando realizada a partir de conceitos e práticas que visam oferecer ao produtor e, especialmente, ao consumidor uma elevada qualidade de vida, sem que se prejudique a natureza durante o processo, ou melhor, minimizando os impactos dessa produção no ecossistema”.

Se para as marcas que produzem a bebida o investimento em práticas sustentáveis é interessante, pois amplia os diferenciais do produto, para os apreciadores de vinhos os benefícios são ainda maiores com impacto direto na saúde e na qualidade de apreciação dos sabores. No Brasil diversas vinícolas já adotam técnicas de cultivo sustentável que reduzem drasticamente o uso de agrotóxicos e investem em embalagens ecológicas. O setor de vinhos, definitivamente, mostra sintonia com as preocupações com o futuro do planeta.

Crédito das imagens: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.