Rochas: um legado de ousadia e elegância no mercado de luxo

Estilo inovador, silhuetas arrojadas e jovialidade marcaram e ainda marcam, até hoje, as criações da Maison francesa Rochas. Com apenas 23 anos, o estilista e perfumista Marcel Rochas fundou, em 1925, a marca, que ganhou destaque no mundo fashion por trazer uma visão única da feminilidade, fazendo com que ela fosse vista e colocada em peças confortáveis de se usar e agradáveis de apreciar.

Marcel Rochas (1902 – 1955)

Para atingir este resultado único e, ao mesmo tempo, fashionista, Marcel Rochas se inspirou na liberdade dos parisienses para trazer a beleza das mulheres para as ruas da Cidade Luz, fosse ela no vestido de tênis esportivo chique, na bainha preta enfeitada com gráficos brancos, na silhueta egípcia, ombros largos ou em peças de quadris estreitos e cintura alta.

Marcel e sua esposa Hélène

Eleito o primeiro “couturier” de vanguarda e número um da sua geração, o estilista criou, em 1934, o Vestido Pássaro. No entanto, sua criação de maior prestígio e mais famosa no universo da moda foi o Vestido Sereia, em 1946. A renda chantilly e a fita de gorgorão também estão entre as suas contribuições para a moda mundial.

Desenhos originais do designer Marcel Rochas para o look sereia

Mas foi na perfumaria que Marcel Rochas e sua Maison, que leva o seu sobrenome, fizeram história. Em 1944, o estilista e perfumista fundou a sociedade “Parfums Rochas” para a pesquisa e criação de fragrâncias, tendo como seu primeiro perfume o “Femme”, inspirado em sua esposa, Marie Hélène Mille Auburg.

Criado em 1945, a fragrância “Femme” também representa um tributo à feminilidade

Com os negócios da perfumaria em ascensão, Marcel Rochas optou por fechar, em 1953, sua marca de moda, trabalhando apenas com a criação de perfumes. Com sua morte, em 1955, Hélène Rochas assumiu os negócios, lançando, desde então, diversas fragrâncias icônicas, como Madame Rochas – em homenagem ao trabalho do seu marido, Eau de Rochas, Femme e Byzance (femininas), Lui e a linha Moustache (masculinas).

Hélène Rochas faleceu aos 84 anos em 6 de agosto de 2011

Já nos anos 90, com o nome Rochas consolidado na perfumaria, a Maison decidiu regressar ao mundo da moda com coleções desenhadas pelo estilista irlandês Peter O´Brien, nomeado diretor artístico da grife. Em 2013, Alessandro Dell´Acqua assumiu a direção criativa da divisão de moda feminina e, em 2018, o italiano Federico Curradi foi nomeado diretor criativo de moda masculina, posições que ambos ocupam até hoje.

Alessandro Dell´Acqua, diretor criativo da divisão de moda feminina e Federico Curradi, diretor criativo de moda masculina

Atualmente, com mais de nove décadas de atuação, a Maison pertence à Interparfums, sendo comprada pelo grupo em 2015, ano em que foi celebrado o seu 90º aniversário.

Looks da coleção Resort Feminina 2020 e Primavera/Verão 2020 Masculina

Crédito das imagens: Reprodução.