Resenha: Jogo do Dinheiro

money-monster-movie-review-975864

Imagine um filme protagonizado por Julia Roberts, uma das maiores estrelas do cinema americano, George Clooney, o eterno bom moço da sétima arte e das causas sociais e tendo como diretora Jodie Foster, uma das mais competentes e completas profissionais que circula com igual desenvoltura na frente e atrás das câmeras?

Agora, pare de imaginar e vá ao cinema assistir Jogo do Dinheiro, produção que reúne esses três talentos de primeira grande do universo hollywoodiano. No filme, Clooney interpreta Lee Gates, apresentador de um programa de televisão sobre o mercado financeiro cuja produtora é Patty Fenn, personagem de Julia Roberts.

Em plena transmissão ao vivo do programa, um desconhecido invade o set de gravação e ameaça o apresentador com um revólver e, caso o programa sai do ar, todo o set explode. A partir desse momento, o filme assume tons dramáticos, pois, se de um lado a situação faz aumentar imediatamente a audiência da atração, por outro, o desfecho caminha para a tragédia, já que a vida de muitas pessoas depende do jovem revoltado que toma o apresentador como refém.

A diretora Jodie Foster abre espaço para alguns questionamentos interessantes sobre o papel do jornalismo na atualidade e, principalmente, sobre os meandros do mercado financeiro no qual, para lucrar, muitas vezes, é preciso ir além das regras.

Se o desfecho deixa um pouco a desejar, o filme é uma boa união entre o cinema de entretenimento e o debate de assuntos sérios. E, é claro, que a famosa dupla de atores e sua diretora eficiente só contribuem para tornar a produção uma excelente opção para curtir na tela grande.

Confira abaixo o trailer de Jogo do Dinheiro.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.