Quando a quarentena passar, qual será seu legado?

Hoje completo 40 dias de confinamento e resolvi fazer um balanço das últimas semanas. Em todas as minhas atividades profissionais, tive a missão de provocar meus seguidores, amigos e clientes a pensar nesse período como um momento de oportunidades e reinvenção, estimulando a criatividade e reflexão para os objetivos e metas de cada negócio, em suas respectivas áreas.

Foi, inclusive, por causa dessa ideia que passei a ter um posicionamento mais ativo em minhas plataformas digitais. Claro que isso sempre existiu a partir de um roteiro bem estruturado para captar diferentes tipos de público: seja com os posts diários no Instagram, nas IGTVs com vídeos exclusivos, com o lançamento de meus podcasts e seus temas mais objetivos ou até mesmo através de artigos mais recheados, divulgados em alguns dos portais que escrevo.

Mas a proporção dessa composição de conteúdo ficou mais densa uma vez que identifiquei a necessidade de as pessoas adquirirem novos comportamentos mediante aos seus novos hábitos. Estamos passando por uma fase 100% online. De cursos online, de LIVES, de deliverys. Essa é a hora de apostar que seu nicho se torne completamente acessível online também. E como fazer isso?

Acionando novos interesses, potencializando a inovação para se fixar nesse momento e conquistar organicamente relacionamentos que possam ser benéficos para o período pós quarentena.

Sempre acreditei que o conteúdo é a melhor fórmula de deixar o propósito e missão de sua marca muito bem exposta e ao olhar para os últimos dias, consigo ter a certeza de que esse é e sempre será o caminho para qualquer estratégia positiva.

Na minha rápida contabilidade, a quarentena me possibilitou produzir 2 livros (que em breve serão lançados), ministrar 4 cursos online, realizar 22 LIVES pelo Instagram (com nomes reconhecidos do mercado), ser convidada a participar de 6 LIVES como entrevista (por canais também reconhecidos em suas áreas), cumprir a agenda de 2 Mentoring Day online e ainda atender 2 mentorias particulares, confeccionar 8 artigos inéditos (publicados  no Portal Terapia do Luxo, no Portal Administradores.com e LinkedIn), gravar 3 podcasts exclusivos e 3 cursos ainda nunca vistos, que também estarão disponíveis interinamente online e ainda elaborar um Planner Home Office com distribuição virtual.

Não tive a consciência pontual de que estava fazendo tanta coisa e ao mesmo tempo nesses dias. Meu único raciocínio era visualizar as condições para me tornar cada vez mais uma autoridade no meu círculo e na minha área, demonstrando meu background e expertise no mercado de luxo. Essa é a contribuição que quero deixar como “case” por ter passado pela crise com alguns exemplos para seguir em outras e novas oportunidades. Identifique as lacunas no seu nicho e faça disso o seu legado.