Prada Recto Verso

Prada

Prada

A exposição temática Recto Verso apresenta obras de arte que possuem uma característica em comum: sua inspiração está diretamente relacionada com o passado. Idealizado pelo Conselho de Ideias da Fondazione Prada, cujos membros atuais são Shumon Basar, Elvira Dyangani Ose, Cédric Libert e Dieter Roelstraete, a exposição foi montada na galeria Nord e está aberta á visitação até o dia 14 de fevereiro de 2016.

A mostra continua a abordagem iniciada na exposição in Part que contou com a curadoria de Nicholas Cullinan e cujo tema latente foi detectado na coleção de Prada, e, em seguida, expandiu-se com obras emprestadas de instituições e galerias internacionais e nacionais. Desta forma, a coleção foi pensada como um recurso aberto cujo potencial proporciona novas interpretações do presente.

A tradição ocidental pode ser claramente percebida nas pinturas frontais (recto) dos artefatos. A parte de trás (verso) carrega um significado menos cultural, visível apenas para os próprios funcionários ou artistas dos museus e das galerias.

De acordo com a tradição, os artistas são contrários a convenção de lançar obras em que a parte de trás vem para a frente. Isso pode ser observado no uso da técnica trompe-l’oeil, famosa através do trabalho dos pintores flamencos do século 18, em que as atenções são maiores para o quadro do que para a imagem propriamente dita.

Visitar a exposição é constatar que a arte, realmente, não tem data de validade.

6dugh3VCqbKRqZPlXxeDNSZph3Yd5N9oPjDYDNNMa7k,07huSh92UGK8uR-BrbB5FNrcqmFNICeRj2dpql3R-3c,hdMFEzd3ziNCVOEtMoQzi6NT_KaACRVoO8IHlZi_Aqw gpVEQv5d4FWTJGtgWQ9PyoA0jzIuR8S9aaagvDw5wkc,xk_dY3tVyFlfGZ9X97MIPxo22JQL79IFeleUNG4Jo2Y hdv0jXdlCvkTjHAx-9UM7j4yep7PbWqMGCZCxEq4Eqc,BedkjPhwF3dVK25vHt3k2lrkuCnJxlIOGPxvY_A5G4o,ZdgvOg7ZN-vgEIezYWvTG35kUffmxCtItBXfDAzSmAM