Prada e Ralph Lauren comprovam o bom momento do mercado de luxo

Neste início de ano, algumas das mais importantes marcas de luxo do mundo divulgaram seus resultados em vendas comprovando que 2018 foi um ano extremamente positivo. Nos últimos dias, foi a vez da Prada anunciar o crescimento de sua receita anual após um período de quatro anos de resultados menos expressivos.

De acordo com as informações reveladas pela marca italiana, o crescimento das vendas durante o ano passado foi da ordem de 6% e o primeiro semestre se mostrou muito mais positivo que o segundo. Entre os motivos que justificaram esse comportamento do mercado estão a desaceleração do comércio chinês e, também, as tensões sociais que se acirraram na França.

Os dados divulgados pela Prada colocam em evidência duas situações distintas. A primeira, como já mencionei, é que 2018 foi um ano muito positivo para as marcas de luxo em todo o mundo. A segunda, e que diz respeito diretamente à marca italiana, é que o plano de reestruturação da Prada está demonstrando bons resultados e a prova disso é o crescimento do faturamento após quatro anos.

Ainda no final de 2018, a Ralph Lauren, outro ícone da moda mundial, divulgou um balanço de vendas destacando que o lucro líquido da marca cresceu para pouco mais de 170 milhões de dólares no continente americano. Vale lembrar que a Ralph Lauren também está colhendo os frutos de um choque eficiente em sua administração que potencializou o comércio virtual e investiu em ações que dialogassem de forma direta com os públicos das novas gerações.

As ações que levaram ao crescimento do faturamento da Prada e da Ralph Lauren comprovam que no mercado de luxo as oscilações também podem acontecer, mas a tradição aliada a uma gestão eficiente perfaz a diferença entre o sucesso e o fracasso.