Plataforma virtual conectará as marcas de luxo com os clientes brasileiros

Se o segmento econômico brasileiro ainda tem muito espaço para se desenvolver e superar definitivamente instabilidade instalada há algum tempo, o segmento de luxo é um dos nichos mercadológicos que vem contribuindo de forma mais efetiva para que os bons resultados retornem ao país.

Nessa perspectiva, o mês de outubro deve ser marcante para o cenário de alto padrão no país. E o motivo é o lançamento do Iguatemi 365, uma nova plataforma de comércio eletrônico que reúne algumas das marcas ícones do setor que atuam no país como Dolce & Gabbana, Ermenegildo Zegna e Tiffany & Co.

Ao todo serão mais de 80 marcas internacionais que farão parte do projeto que funcionará no formato de Market Place, ou seja, uma espécie de shopping virtual que une diversas marcas em uma mesma interface de compras com o objetivo de potencializar o alcance das grifes e, também, da marca Iguatemi para todo o país.

Marcas como a italiana Dolce & Gabbana (no alto da página) e a americana Tiffany & Co. (acima) fazem do parte da plataforma virtual que tem como objetivo potencializar o acesso dos clientes brasileiros aos produtos e às marcas de luxo

Em entrevista para o jornal O Estado de São Paulo, o presidente do grupo Iguatemi, Carlos Jereissati Filho, afirmou que a organização se preparou “muito para entrar no negócio online. Somos a única empresa que tem uma marca ligada ao luxo reconhecida nacionalmente e temos capacidade de fazer a segmentação que nenhuma outra tem. Por isso, faz todo o sentido fazermos curadoria de marcas e produtos”.

A interatividade será uma das marcas registradas da nova plataforma já que os clientes poderão realizar suas compras de forma virtual e retirar seus produtos favoritos diretamente no shopping, localizado em São Paulo, ou receber em casa, através do envio de mercadorias. O prazo máximo para o recebimento em todo o país será de 48 horas.

Um dos pontos centrais para o desenvolvimento da plataforma de compras online foi a constatação de que um grande número de marcas de luxo que estão presentes em São Paulo não possuem endereços físicos em outras cidades do país. Com a facilidade das compras virtuais, sem sombra de dúvidas, o mercado de luxo ficará ainda mais conectado com os consumidores brasileiros.