O mercado de luxo em clima de comemoração

Os relatórios divulgados no início deste ano pelos principais institutos de pesquisas econômicas apontavam o crescimento do mercado de luxo em nível global. E muito além de destacar os dados positivos do último ano, os estudos também destacavam que a tendência de crescimento se manteria.

Agora, com a divulgação dos resultados dos conglomerados LVMH e Kering, que detém algumas das principais marcas de alto padrão do mundo, a constatação é que realmente o mercado de luxo pode celebrar, já que os motivos para comemorar são muitos.

Proprietário da marca Moët & Chandon (foto no alto) o grupo LVMH cresceu 11% no último trimestre de 2018. O grupo Kering, proprietário da Yves Saint Laurent (acima) registrou um crescimento superior a 26% no mesmo período.

Dono de marcas como a Gucci e a Yves Saint Laurent, de acordo com os dados divulgados de faturamento o grupo Kering apresentou no segundo trimestre de 2018 um crescimento em sua receita na ordem de 26,4% totalizando aproximadamente 3,3 bilhões de euros, o equivalente a mais de 14 bilhões de reais. E como não poderia deixar de ser, a Gucci foi o grande destaque sendo responsável por quase dois bilhões do valor total.

Com o seu portfólio formado por ícones do mercado de luxo como Givenchy, Dior, Bvlgari e Veuve Clicquot, o conglomerado LVMH cresceu 11% no mesmo período. E tendo a gerência sob a marca mais valiosa do setor de luxo, a Louis Vuitton, o grupo registrou um total de faturamento superior a 21,5 bilhões de euros, ou seja, quase 95 bilhões de reais.

Crédito das imagens: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.


The luxury market in celebration mood

Reports released earlier this year by major institutes of economic research pointed to the growth of the luxury market globally. And besides highlighting the positive data from last year, studies also pointed out that the growth trend would continue.

Now, with the release of the results of the LVMH and Kering conglomerates, which holds some of the world’s top high-end brands, the truth is that the luxury market can celebrate, as there are many reasons to celebrate.

Proprietário da marca Moët & Chandon (foto no alto) o grupo LVMH cresceu 11% no último trimestre de 2018. O grupo Kering, proprietário da Yves Saint Laurent (acima) registrou um crescimento superior a 26% no mesmo período.

Owner of brands such as Gucci and Yves Saint Laurent, according to the disclosed data of billing the group Kering presented in the second quarter of 2018 a growth in its revenue in the order of 26.4% totaling approximately 3.3 billion euros. And as it could not be without, Gucci was the great highlight being responsible for almost two billion of the total value.

With its portfolio of luxury market icons such as Givenchy, Dior, Bvlgari and Veuve Clicquot, the LVMH conglomerate grew by 11% over the same period. And having management under the most valuable brand of the luxury sector, Louis Vuitton, the group recorded a total turnover of more than 21.5 billion euros.

Leave a Reply

Your email address will not be published.