O luxo muito além de Cancún

iStock_000040936578Large-1920x1080

A cidade de Cancún, localizada no estado de Quintana Roo, é um dos mais importantes destinos turísticos do México. A mistura de cenários paradisíacos, praias de águas limpas e transparentes, hotéis e resorts repletos de atrações e um povo hospitaleiro, fazem da região, que também é uma espécie de porta de entrada para o mundo Maia, um verdadeiro convite ao lazer e a diversão.

Mas, se engana quem pensa que o luxo e o alto padrão do país estão concentrados apenas nessa região litorânea conhecida em todo o mundo. Cada vez mais, o México se consolida como um dos mais importantes países da América Latina no consumo de bens e objetos de luxo. Essa conclusão foi o resultado de um estudo realizado pela consultoria Euromonitor Internacional que analisou o segmento premium nos últimos cinco anos. De acordo com os dados do estudo, as vendas nessa área tiveram um incremento de 25,9% no México, fazendo o país se tornar a referência latino-americana em matéria de consumo dos bens de luxo.

Somente no ano passado, o valor movimentado pelo setor de luxo no México superou 3,65 bilhões de dólares. Para efeitos comparativos, no mesmo período o Brasil foi responsável por um movimento de pouco mais de 3,1 bilhões. Os produtos que ocuparam as primeiras posições entre os preferidos dos compradores mexicanos são roupas, calçados, relógios, perfumes, bebidas e veículos.

A comparação com o mercado brasileiro é bastante interessante. Se o setor no Brasil se desenvolveu muito a partir do início do novo século, os últimos anos foram complicados do ponto de vista econômico. A crise política se transformou em uma crise institucional, fazendo com que os mais diversos investimentos na economia nacional tivessem uma redução significativa.

A economia mexicana, por sua vez, soube se beneficiar em muito com o impulso recebido pela classe média do país, que cresce de forma constante. A melhoria no padrão de vida e o interesse pelos produtos e serviços que estão entre os mais famosos e desejados do mundo, fazem as camadas emergentes consumirem como forma de reflexo de sua ascensão econômica e social.

Outro aspecto que possibilitou o crescimento do mercado de bens de alto padrão foi a grande disponibilidade de crédito, ou seja, é possível realizar seus sonhos e quitá-los de forma parcelada. Esse cenário fez com que marcas consagradas do luxo mundial se estabelecessem no país visando o crescimento que ainda está por vir. De acordo uma matéria publicada no site da BBC Brasil “marcas como McLaren, Lamborginni e Carolina Herrera escolheram cidades mexicanas para suas representações”.

Vale, ainda, ressaltar que segundo os estudos na área social, os mexicanos consomem os produtos de luxo como uma forma de reconhecer suas conquistas e recompensar suas vitórias. De forma geral, os mexicanos estão provando para seus vizinhos latino-americanos que o luxo é uma atividade que pode ser vivenciada no cotidiano e não reservada apenas aos momentos mais ilustres da vida. Que viva México!

600183-001

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.