O glamour e a exclusividade das tradicionais bolsas Moynat

Uma das marcas mais cobiçadas pelas mulheres fashionistas do momento foi criada por uma jovem francesa empreendedora e visionária.

Vou contar a história de uma marca francesa que começou fazendo malas e até hoje fabrica seus produtos da mesma forma que em 1849, quando tudo começou.

E o mais interessante é que começou com uma menina de 16 anos, chamada Pauline Moynat, a única mulher que fabricou malas na história! Ela adorava este ramo e foi estudar esta profissão que era restrita aos homens, assim como a maioria das profissões na época.

Em frente à Comédia Francesa de Paris, Pauline instalou sua loja Moynat para atender à demanda dos viajantes de um novo meio de transporte chamado trem e, logo depois, do automóvel.

Mas, estar próxima ao teatro rendeu ótimas amizades e clientes fiéis, afinal, quem naquela época viajava mais que do que os artistas? Trocar ideias com pessoas descoladas é uma tradição da marca. Pauline era muito amiga da atriz Gabrielle Réjane e, 170 anos depois, o diretor artístico Ramesh Nair propôs ao músico Pharrell William assinar uma coleção (a famosa colab) utilizando uma técnica secular usada na madeira e que a marca faz no couro com uma excelência inimitável: a marchetaria.

Pauline deu os primeiros passos de muitos que se repetem até hoje na história da moda e um deles foi nomear sua primeira bolsa com o nome da sua melhor amiga atriz, isto mesmo: Réjane.

Testou materiais dos mais leves aos mais estruturados e criou bolsas em forma de cubos, com estrutura de madeira e revestidas em couro. Este modelo, hoje chamado de Mini Vanity, foi usado por Réjane nas noites badaladas da Paris do século XIX e exige um conhecimento perfeito dos artesãos, uma vez que o rito de passagem para se tornar um é executar com perfeição esta peça que exige o encontro perfeito de partes com uma linha e duas agulhas.

Ela também patenteou suas criações, dentre elas a famosa mala que tem uma curva para se adaptar perfeitamente ao teto de uma Limousine, sem precisar de um porta bagagem metálico.

Prática, inteligente, audaciosa e empreendedora seriam algumas de tantas características desta jovem francesa que deixou como legado uma marca que até hoje mantém nas suas criações contemporâneas seus princípios e tradições, que elevam seus produtos a um nível de excelência e exclusividade do mercado de luxo francês e internacional.

Esta marca se chama Moynat e está na programação do Passaporte Fashionista. Onde você aprenderá este e muitos mais detalhes sobre esta história incrível!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.