O e-commerce além das tendências

Os resultados do comércio online vêm crescendo ano após anos e as principais marcas e empresas do mundo já perceberam que as vendas pela internet não se tratam de uma  tendência passageira.

O mercado brasileiro não foge a essa realidade. Somente no ano passado, o índice de crescimento do e-commerce no país foi de 12,5%. De acordo com o relatório “O perfil do e-commerce brasileiro 2018”, atualmente existem mais de 675 mil lojas online que disponibilizam seus produtos no mercado nacional.

No estudo realizado pela BigData Corp, um dado chama a atenção no que tange o crescimento do mercado: em apenas um ano, os sites responsivos, aqueles que se adaptam a todas as plataformas e formatos de tela, triplicaram seu número. Em 2017 eram aproximadamente 24,2% e, agora, já superam 76,36% dos sites que realizam vendas online.

Outra constatação bastante relevante da pesquisa é o crescimento da importância das redes sociais como os canais preferenciais de acesso ao e-commerce. Mais de 70% das lojas tem presença no Facebook e aproximadamente 16,3% possuem conta no Instagram.

Em um panorama econômico cuja digitalização é uma das palavras de ordem, os investimentos no e-commerce já deixaram de ser um diferencial para se tornar uma verdadeira exigência de mercado.

As principais marcas de alto padrão do mundo já compreenderam que se o atendimento nas lojas físicas precisa ser de excelência, não menos atenção deve ser dedicado ao relacionamento online. Afinal de contas, sendo real ou virtual, o cliente sempre vem em primeiro lugar.

Crédito da imagem: Reprodução.

Leave a Reply

Your email address will not be published.


E-commerce far beyond trends

The results of online commerce have been growing year after year and the world’s leading brands and companies have already realized that Internet sales are not a passing trend.

The Brazilian market does not escape this reality. Last year alone, the growth rate of e-commerce in the country was 12.5%. According to the report “The profile of Brazilian e-commerce 2018”, there are currently more than 675 thousand online stores that make their products available in the domestic market.

In the study conducted by BigData Corp., one note draws attention to market growth: in just one year, responsive sites, those that fit all platforms and screen formats, have tripled their number. In 2017 they were approximately 24.2%, and now they surpass 76.36% of the sites that do online sales.

Another important finding of the research is the growing importance of social networks as the preferred channels of access to e-commerce. More than 70% of stores have a presence on Facebook and approximately 16.3% have an account with Instagram.

In an economic scenario whose digitalization is one of the slogans, investments in e-commerce are no longer a differential to become a true market requirement.

The leading high-end brands in the world have already understood that if physical store service needs to be of excellence, no less attention should be devoted to online relationships. After all, being real or virtual, the customer always comes first.

Leave a Reply

Your email address will not be published.