O aquecimento da economia através do turismo

1

Há quem afirme que o turismo é uma espécie de tábua de salvação da economia, ou seja, enquanto muitos segmentos de mercado apresentam queda, a atividade turística insiste em manter bons resultados.

Pode até ser que isso não seja uma realidade para todos os lugares, mas há regiões que colhem os benefícios trazidos pelo turismo mesmo em um momento de instabilidade econômica mundial como o atual.

2

É o caso de Curaçao, país localizado na região do Caribe. De acordo com dados recentemente divulgados, somente neste ano o país já recebeu um impacto direto de mais de 182 milhões de dólares em razão do turismo.

Além do expressivo valor financeiro, foi constatado também um aumento de 13% no número de pernoites na ilha. Foram contabilizados 1.280.737 pernoites, uma média de 8,9 neste primeiro quadrimestre. Uma tendência verificada entre os europeus e visitantes da América do Norte é que eles passaram a ficar uma noite a mais, em média, em Curaçao.

3

Somente em abril de 2017 foram registrados 302.547 pernoites contra 295.859 de 2016. Acréscimo de 2%. Os holandeses ficaram mais tempo com média de 10,6 pernoites contra 10,1 no ano passado. Os alemães registraram um crescimento de 23%. O aumento de dois dígitos dos visitantes da Alemanha foi derivado pelas datas de férias e Páscoa no calendário europeu.

“Em 2016, este feriado foi em março e, portanto, vemos uma mudança nas chegadas para abril. A média de noites por pessoa da Alemanha também cresceu 21%. No ano passado, registramos em média 8,6 noites por pessoa, enquanto que este ano, observamos uma estadia média de 10,4” afirma Muryad de Bruin, Gerente de Marketing para América do Sul do Curaçao Tourist Board.

Crédito das imagens: Divulgação.