Nova fragrância da Gucci propõe um manifesto à diversidade

As gerações mais novas, com ênfase especial nos millennials, se consolidam sistematicamente como um dos principais públicos do mercado de luxo. E é exatamente pela capacidade de dialogar de forma assertiva com esse público e criar produtos que tenham relação direta com seus ideais e visões de mundo que a Gucci se transformou na grife símbolo das novas gerações.

E para estreitar ainda mais a relação com os jovens, a marca italiana criou sua nova fragrância como um verdadeiro manifesta à diversidade e à pluralidade. Concebida por Alessandro Michele, diretor criativo da grife desde 2015, o perfume recebeu o nome de Mémoire d’Une Odeur e, conforme comunicado emitido pela Gucci se trata da primeira fragrância universal, um perfume não atribuído a um gênero ou época.

O cantor e ator Harry Stiles, velho conhecido da marca italiana, foi a personalidade escolhida pela Gucci para protagonizar a campanha do novo perfume

“Tudo vem da minha obsessão com os aromas: minha memória é principalmente olfativa, então, para mim, meu olfato é minha memória”, foi assim que Alessandro Michele definiu em entrevista à imprensa suas inspirações para a criação da nova fragrância. E o escolhido para protagonizar a campanha publicitária do lançamento foi o cantor e ator Harry Stiles, personalidade que já atua junto a grife italiana há bastante tempo.

Um detalhe que acentua a ideia de universalidade proposta pelo perfume é que tanto a composição da fragrância quanto à própria campanha de marketing não tem, exatamente, uma definição de tempo ou conceito, ou seja, é contemporânea e tradicional fazendo da diversidade o seu principal foco.

Crédito das imagens: Divulgação.