Nova coleção da Bvlgari reinterpreta modelos icônicos da marca

Um dos atributos mais importantes dos produtos de luxo é a atemporalidade, ou seja, a capacidade de se manter atual e significativo apesar da passagem do tempo. Essa qualidade inerente dos bens de alto padrão pode ser percebida quando peças icônicas são relançadas e ao ganharem novos contornos mantém a sua essência intacta.

Foi exatamente isso que a Bvlgari fez ao lançar a coleção Serpenti Amethyst. Através do uso da ametista, uma pedra preciosa que além de possuir uma longa tradição na joalheria ainda representa de maneira simbólica a espiritualidade, a marca italiana redesenhou três modelos clássicos da sua linha Serpenti.

Serpenti Incantati

O Serpenti Incantati foi criado em 2016 e nesta nova interpretação proposta pela Bvlgari o modelo apresenta uma caixa de 37 mm em ouro rosa com diamantes de corte brilhante e 33 ametistas, totalizando 2,45 quilates. Com a pulseira de jacaré também confeccionada na cor roxa, o mostrador do relógio possui um conjunto de diamantes brilhantes.

Serpenti Scaglie

Com a pulseira e a caixa desenhada numa claro formato de cobra, o Serpenti Scaglie foi lançado em 2009. O modelo relançado possui ametistas de camurça em ouro rosa e é reforçado por diamantes. O relógio é composto por 126 ametistas que representam um peso total de 6,65 quilates.

Serpenti Misteriosi Bangle

Também lançado em 2016 o Serpenti Misteriosi Bangle nesta edição especial possui uma caixa de 18 quilates em ouro rosa de 18 quilates com ametistas que evocam escamas de serpentes e diamantes de lapidação brilhante. Os olhos da serpente são definidos através de duas ametistas.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.