Noite de música e magia na costa caribenha

Andrea Bocceli

Andrea Bocelli

Imagine um cenário grandioso que concilie a beleza da natureza com doses maciças de engenhosidade humana. Um local no qual a criação arquitetônica ultrapassa os limites da construção, tornando-se uma celebração da mais pura criatividade. Lugares assim, felizmente, existem de verdade. Para conhecer um deles, basta visitar o Hotel Casa de Campo, na República Dominicana, e deixar-se emocionar pela mistura de arte, cultura e história do Anfiteatro Altos de Chavón.

Todo o complexo Altos de Chavón foi projetado pelo designer Roberto Copa e reconstrói com enorme verossimilhança uma típica aldeia mediterrânea do século XVI.  O anfiteatro foi inaugurado em 1982 com um inesquecível show de Frank Sinatra. Além de Sinatra, cantores como Sting, Plácido Domingo, Julio Iglesias e Elton John também emolduraram seu talento em um cenário cinematográfico, tornando ainda mais emocionante a única linguagem verdadeiramente universal: a música.

No último sábado, dia 04 de abril, o público presente no Anfiteatro Altos de Chavón pôde, mais uma vez, sentir toda essa beleza e encantamento que somente a música é capaz de produzir, durante o concerto do tenor italiano Andrea Bocelli. O cantor, que além de ser considerado o artista de música clássica mais bem sucedido da história é um exemplo de superação, emocionou os espectadores com um belíssimo repertório de canções que tocou o coração de todos.

O cantor esbanjava bom humor e, ao subir ao palco, foi merecidamente aplaudido por uma legião de fãs que aguardavam a sua apresentação. Num clima de muita diversão e descontração, Andrea Bocelli cantou músicas que mesclavam estilos e épocas, tornando ainda mais efervescente o caldeirão de sentimentos daqueles que estavam presentes.

O tenor, nitidamente, se divertia no palco e sua alegria contagiava a todos que, invariavelmente, entoavam as músicas a uma só voz, como se houvesse um ensaio prévio entre o artista e seu público. Um dos momentos mais emocionantes do espetáculo se deu quando a filha de Bocelli entrou no palco. O pai, emocionado, cantou com a filha no colo e o amor entre os dois se confundiu com o som dos instrumentos da orquestra comovendo a plateia.

No palco, Andrea Bocelli mostrou porque é um dos mais queridos cantores da atualidade. Sua gentileza com o público e com os artistas que dividiam as luzes com ele só era menor que o seu talento como intérprete. O cantor dançou com a soprano Maria Aleida num momento de muito entusiasmo em cima do palco e entre os espectadores.

Além de Maria Aleida, acompanharam o tenor na sua apresentação os maestros Carlo Bernini e José Antonio Molina, a cantora Maridalia Hernández e os músicos e instrumentistas da Molina Philarmonic Orchestra. O talento vocal de Andrea Bocelli somado a músicos da mais alta qualidade protagonizaram um show marcante, cheio de emoção e nostalgia.

Após o encerramento do concerto, o cantor ainda voltou mais três vezes ao palco, cantando canções que animaram a plateia. Nesta noite mágica na costa caribenha, todas as luzes fizeram brilhar um cantor e todo o poder da sua música.

BDC_4061 BDC_4153 BDC_4204 BDC_4286BDC_4558 BDC_4745 DSC_0082 DSC_0132 DSC_0178 DSC_0222