Moda socialmente responsável

O fotógrafo e idealizador do projeto Samuel Schmidt, Thaila Ayala, Maria Alice Borba.

O fotógrafo e idealizador do projeto Samuel Schmidt, Thaila Ayala e Maria Alice Borba.

No último sábado, dia 10 de setembro, o empreendedorismo social se encontrou com a moda durante o lançamento da nova coleção do Cidades Invisíveis. O evento que ocorreu em Jurerê Internacional, um dos mais famosos balneários de Florianópolis, reuniu convidados exclusivos e contou com a presença da atriz Thaila Ayala, madrinha do projeto.

“Conheci o projeto há um ano. O projeto é lindo de muita doação e carinho e quis fazer parte dessas cidades invisíveis espalhadas pelo Brasil todo, para tornar essas cidades visíveis. Hoje, como madrinha, venho selar essa parceria pra tentar fazer com que pelo menos as pessoas de Floripa e regiões tenham conhecimento desse projeto e saber como elas podem ajudar, seja doando amor, arte, carinho e quem puder comprar a nova coleção, melhor ainda. O dinheiro é revertido para as necessidades básicas, higiene, material escolar, enfim. Vai contribuir e fazer a diferença na vida de muitas crianças invisíveis”, ressaltou Thaila Ayala

Mais do que uma marca, o Cidades Invisíveis é um negócio social que, através da arte, da moda e do empreendedorismo, transforma a vida de pessoas que realmente necessitam. Idealizado pelo fotógrafo Samuel Schmidt, o projeto iniciou sem nenhum planejamento ou noção da dimensão que a iniciativa poderia tomar, apenas com o intuito de ajudar uma família carente que chamou a atenção dele.

Há quatro anos o Cidades Invisíveis reúne artistas que adaptam a sua arte em releituras de fotografias que são estampadas em camisetas e, depois de comercializadas, têm o lucro revertido para comunidades carentes ou causas sociais.

A nova coleção traz camisetas femininas, masculinas e infantis, em diversas estampas diferentes e além das roupas, ainda há opções de bonés, bolsas, almofadas, canecas e blocos de notas.

A madrinha do projeto Thaila Ayala.

A madrinha do projeto Thaila Ayala.

Crédito das imagens: Pablo Jacinto

Leave a Reply

Your email address will not be published.


Socially responsible fashion

O fotógrafo e idealizador do projeto Samuel Schmidt, Thaila Ayala, Maria Alice Borba.

O fotógrafo e idealizador do projeto Samuel Schmidt, Thaila Ayala, Maria Alice Borba.

On Saturday, September 10, social entrepreneurship met fashion during the launch of the new collection of Invisible Cities. The event brought together exclusive guests and had the presence of actress Thaila Ayala, project sponsor.

“I met the project a year ago. The project is pretty much giving and caring and wanted to be part of these invisible cities around the whole Brazil to make these visible cities. Today, as godmother, come seal this partnership to try to make the less people Floripa and regions are aware of this project and know how they can help, either by donating love, affection and who can buy the new collection, even better. the money reverts to the basic needs, health, school supplies, finally. It will contribute and make a difference in the lives of many invisible children, “said Thaila Ayala

More than a brand, Invisible Cities is a social business that, through art, fashion and entrepreneurship, transforms the lives of people who really need. Conceived by photographer Samuel Schmidt, the project started with no plan or idea of ​​the size that the initiative could take, just in order to help a needy family that caught his attention.

Four years ago the Invisible Cities brings together artists who adapt their art reinterpretations of photographs that are printed tees and after marketed, have profit reverted to poor communities or social causes.

The new collection brings shirts for women, men and children, in several different patterns and in addition to clothing, there are still options hats, bags, pads, mugs and notepads.

A madrinha do projeto Thaila Ayala.

A madrinha do projeto Thaila Ayala.

Images: Pablo Jacinto

Leave a Reply

Your email address will not be published.