Moda e arte contra a intolerância

DSC_0542

 A colunista do Terapia do Luxo, Karine Botelho, esteve presente na SPFW e conta a experiência de presenciar desfiles do Apartamento 03 e Ronaldo Fraga.

É sempre um imenso prazer acompanhar de pertinho as novas tendências do calendário de moda brasileiro, através do SPFW. As coleções, os desfiles, os cenários, tudo é preparado com muito esmero para mostrar ao público qual será o futuro da MODA. Embarquei nessa aventura e quero mostrar a vocês um pouco do que presenciei.

No primeiro dia assisti aos desfiles do Apartamento 03 e Ronaldo Fraga. O primeiro, apresentou uma coleção super leve e adequada para a mulher contemporânea que vive em um clima tropical e precisa de praticidade no seu dia a dia, mas também gosta de estar bem vestida para cumprir sua agenda de compromissos. Foram usados, tecidos como seda pura, organza, algodão e crepe da China, em roupas que seguiam a linha confortável dos pijamas e camisolas com um toque de sensualidade que valoriza a figura feminina. 

Já o desfile do Ronaldo Fraga foi, como sempre, uma magia só! Ronaldo é acostumado a contar histórias e dar um show em seus desfiles e este não poderia ser diferente. Fez referência aos povos refugiados do mundo inteiro e através de sua ARTE nos relatou que existe um elo entre as pessoas e as roupas, pois no momento em que deixam seus países é tudo que podem levar consigo. É como se essas roupas contassem suas histórias.  A luta de Ronaldo é contra a intolerância enfrentada por estes povos e muito de sua inspiração veio da última viagem que fez à África, onde conheceu bem de perto o movimento dos refugiados. “Vivemos um momento de muita intolerância aqui e em todo o mundo” afirmou o estilista.

Confira abaixo algumas imagens exclusivas do desfile de Ronaldo Fraga.

DSC_0550

DSC_0551

DSC_0557

DSC_0560