Mercado imobiliário de luxo na Flórida atrai investidores brasileiros

A instabilidade econômica no Brasil faz com que, muitas vezes, haja dificuldade em identificar boas oportunidades de investimentos. Uma dessas alternativas tem sido o mercado imobiliário norte-americano, especialmente o da Flórida. De acordo com o corretor e especialista no assunto, Pablo Farias, o mercado imobiliário da Central Flórida apresenta boa perspectiva de valorização. “Enquanto no Brasil e outros lugares do mundo, vivemos incertezas econômicas, sociais e políticas, os Estados Unidos entram para a história de forma positiva, batendo recorde de empregos e crescimento”, ressalta.

Em relação aos investidores de outros países que compram imóveis na Flórida, temos os canadenses no topo da lista, juntamente com os brasileiros. “Além da qualidade de vida e o clima, o preço das casas e dos apartamentos tem papel fundamental neste cenário. Por exemplo, na maior metrópole do Brasil, um imóvel usado de dois dormitórios gira em torno de R$ 550 mil a R$ 600 mil. Já na Flórida, é possível encontrar apartamentos de três quartos, bem localizados como oportunidades de investimentos que atendem bem uma família, a partir de US$ 160 mil”, destaca o especialista.

No alto da página e acima exemplos de uma residência que atraem a atenção dos investidores para o mercado imobiliário da Flórida

Um exemplo de investidor que soube aproveitar as oportunidades e tem vivenciado uma plena valorização do seu investimento, foi o empresário paulista Daniel Cenatti, de 39 anos. “Acredito que seja um pouco mais de uns 230m de área construída. Um imóvel similar a esse no Brasil custaria cerca de R$ 2 milhões. Agora, as nossas férias já possuem destino certo”, destaca. Antes de realizar a aquisição do imóvel, Daniel pesquisou para saber quais regiões são valorizadas. “Windermere apareceu em nossas pesquisas, assim como Winter Garden que foi o local onde realmente decidimos comprar a nossa casa”, aponta o empresário.

O empresário destaca que a experiência foi tão positiva, que a sua mãe decidiu também comprar uma casa na rua de trás e no mesmo condomínio. “A facilidade e a clareza no processo de compra foram ótimas. Afinal, compramos uma casa fora do Brasil e não tínhamos noção de como se dá todo esse processo complexo”, finaliza Daniel.

Crédito das imagens: Pablo Farias/Divulgação.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.