Luxo elegante e suave

Imagem 01 (19)

Elas estão em todos os lugares. Basta existir luz para que seja possível contemplá-las nas suas mais variadas formas e padrões. De um simples botão de flor até a mais incrível construção humana, tudo seria diferente se elas não existissem e, com certeza, muito mais sem graça. Às vezes, nos proporcionam descanso, paz e tranquilidade, em outras oportunidades, utilizamos suas propriedades com o objetivo de aquecer a alma e maximizar os desejos latentes. Estamos falando, é claro, das cores que encantam e fascinam com sua singularidade plural.

Da moda de luxo ao setor automobilístico, as cores são usadas em abundância e não existe uma mais bonita que a outra. E se é evidente que em determinados projetos um tom é mais indicado que outro, é absurdo imaginar que algumas tonalidades devem ser privilegiadas e outras, simplesmente, esquecidas.

Pensando nessa democratização multicolorida, em que cada matiz pode e deve ter suas potencialidades apreciadas, há algum tempo surgiu a tendência das candy colors que, imediatamente, angariou admiradores por todas as partes e, aos poucos, se consolidou em um estilo com personalidade e características particulares.

A tendência pode ser observada com bastante propriedade no universo fashion, através da utilização de cores que fogem do padrão notadamente característico da alta moda, mas no segmento arquitetônico as referências suaves desse padrão se expressam de maneira mais contundente. A tradução da palavra candy para português é doce, entretanto, as candy colors representam todas as nuances dessaturadas que possibilitam aos ambientes um ar mais romântico e lúdico.

Se, à primeira vista, a associação das candy colors com a coloração típica de um quarto infantil é inevitável, sua paleta de cores é bastante abrangente e inclui azul, roxo, lilás, amarelo e até mesmo as tonalidades de verde que estimulam e confortam trazendo equilíbrio.

Um dos aspectos notáveis da utilização das candy colors nos projetos arquitetônicos de alto padrão é que as possibilidades de harmonização são praticamente infinitas. Compor uma cozinha que associa elementos naturais como a madeira à eletrodomésticos de última geração tendo como pano de fundo as cores suaves que promovem o bem estar do corpo e da alma é um desejo cada vez mais em evidência.

Outra característica das candy colors é a sua imensa capacidade de compor ambientes com doses maciças de luxo e que já se utilizam de outras referências. As influências vintage, artsy e campestre, por exemplo, se associam com extrema facilidade à profusão das cores delicadas e ternas.

E para os românticos, a tendência é um achado, já que incorpora elementos que remetem diretamente ao prazer, ao carinho e ao amor. Enfim, decorar a casa com luxo e elegância pode ser uma tarefa muito, mas muito mesmo, suave.