Louis Vuitton investe em lojas pop-up para ampliar sua participação no mercado

No segundo semestre do ano passado, publicamos aqui no Terapia do Luxo uma matéria que destacava a inauguração de uma loja pop-up da Louis Vuitton no shopping Iguatemi Campinas (imagem acima). O espaço, além de ser o primeiro endereço da marca francesa na cidade, tinha como objetivo reforçar o pioneirismo da grife ao investir em uma região com grande potencial de consumidores.

E, de acordo com Jean-Jacques Guiony, diretor financeiro do grupo LVMH, a marca francesa deve investir neste ano de forma ainda mais contundente na abertura de espaços similares em todo o mundo. Através de uma teleconferência realizada recentemente, Guiony afirmou que a meta em 2019 será a inauguração de cem lojas pop-up, sendo que, em 2018, esse número atingiu 80 unidades.

Uma das principais vantagens desse tipo de investimentos é que, em virtude das oscilações econômicas no mercado global, a loja pop-up não exige continuidade, ou seja, ela tem o objetivo de impactar o público de uma localidade por um determinado espaço de tempo. Dessa forma a diversificação e exploração de novos endereços e públicos pode ser feita de maneira mais efetiva.

“Esses espaços efêmeros são importantes porque são outro canal de difusão de novidades para os consumidores. Eles possibilitam atender aos clientes de uma forma diferente, em lugares diversos. Isso é muito importante e adiciona flexibilidade à uma rede de lojas que é fixa por definição”, ressaltou o executivo em declaração publicada na imprensa.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.