Hermès divulga recorde de faturamento registrado no ano passado

Quem acompanha as notícias do segmento de luxo sabe que de forma contínua a China vem se consolidando como um mercado prioritário para as marcas de alto padrão. De acordo com os dados divulgados no início desse ano, algumas das principais grifes da atualidade atribuem às vendas no mercado chinês uma parte significativa de seus bons resultados.

Recentemente foi a vez da Hermès entrar nesse seleto grupo. Aliando os resultados extremamente positivos na China com o impulso da divisão de artigos de couro e selaria, que é considerado o segmento mais importante de atuação da marca, a marca francesa registrou um resultado líquido de 1,4 bilhão de euros, o que representa uma ampliação real de 15% em relação aos números de 2017.

Como não poderia ser diferente, o alto faturamento foi motivo de comemoração, mas de forma cautelosa. “Em um ambiente global que permanece incerto e instável, continuamos muito cautelosos como sempre, mas achamos que o nosso modelo é particularmente forte”, afirmou o CEO da marca, Axel Dumas, em uma entrevista.

Axel Dumas, porém, prevê que em 2019 os preços dos produtos da Hermès devam sofrer um reajuste na casa de 3%. “Não dizemos todos os anos: vamos bater a nossa margem operacional. Em 2018, houve uma flutuação nas taxas de câmbio e só aumentámos os nossos preços em 1%, quando os nossos custos aumentaram mais”, destacou.