Grupo Kering é a organização mais sustentável do mercado de luxo

Que a sustentabilidade se tornou um assunto de extrema importância no mercado de luxo não existe mais dúvida. Na última quinta-feira, 06 de fevereiro, aqui no Terapia do Luxo publicamos uma matéria que abordava a nova coleção de óculos da marca Stella McCartney cujo diferencial era a utilização do bio-acetato, um material ecologicamente correto com característica biodegradável.

As práticas sustentáveis das empresas de todo o mundo, inclusive, possibilitaram o surgimento de pesquisas e rankings em que se destacam as organizações que mais respeitam o meio ambiente e a sociedade. Um desses estudos, elaborado pela Global 100, identificou que o Grupo Kering, que controla marcas ícones do setor de moda e luxo como Gucci, Balenciaga e Bottega Veneta, é a organização mais sustentável do mercado de luxo.

O Grupo Kering, que detém o controle da marca Balenciaga (imagem no alto da página) é a mais sustentável organização ligada ao segmento de luxo. Entre as 30 mais sustentável, destaque para a Natura (imagem acima) que investe há muito tempo nos produtos ecologicamente corretos.

Além das ações cujo objetivo fundamental é reduzir os impactos e danos ao meio-ambiente, como a diminuição da emissão de gás carbônico pela indústria, diversos aspectos sociais também foram levados em consideração na pesquisa como, por exemplo, a igualdade de gênero nos cargos de gestão.

Entre as empresas pesquisa, a dinamarquesa Chr. Hansen Holding A/S ficou com o título de organização mais sustentável do planeta. Uma informação positiva para os brasileiros é que o país foi destaque com três empresas entre as trinta mais bem posicionadas. Uma delas, como não poderia ser diferente, é a Natura que ficou na 15ª posição no ranking global.

Leave a Reply

Your email address will not be published.