Enoturismo é destaque em Portugal unindo experiências à alta hotelaria

Quem ainda pensa que o principal destaque turístico de Portugal é a sua capital, é tempo de rever os conceitos. Viajar para a região do Alentejo é uma oportunidade de voltar ao passado e se deparar com uma Europa rural, calma e aconchegante. Trata-se de uma zona agrícola portuguesa, que soma a boa comida e os excelentes vinhos a uma atmosfera de paz e tranquilidade, onde se vive a tradição aliada à modernidade.

É também no Alentejo que se produz quase metade do vinho certificado de Portugal, o que faz com que muitos classifiquem a região como uma nova Toscana. A região, que desde 2014 já recebeu cerca de sete prêmios avaliando-a como a melhor no mundo para o enoturismo, abre as portas para todos os tipos de turistas. Do simples apreciador ao verdadeiro connoisseur, há opções de passeios completos, que funcionam como visitas guiadas em um museu. De carro, a pé ou bicicleta, é possível conhecer as vinícolas e o processo de fabricação da bebida desde a origem. Assim como a língua, os sabores também nos aproximam de nossos ancestrais portugueses.

A herdade Ribafreixo Wines é um dos destaques da rota dos Vinhos de Alentejo

Para quem busca viver a experiência na terrinha de forma completa, a melhor opção é se hospedar e provar os sabores das herdades, nome dado às grandes áreas rurais, como quintas e fazendas, a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana, organismo que controla a qualidade e protege os vinhos da região, apresenta a rota dos Vinhos do Alentejo com algumas opções de enoturismo, gastronomia, lazer e entrenimento.

Cada propriedade pode contar com vinhas, nas quais estão as parreiras e também as oliveiras; vinícolas, onde são produzidos os vinhos; e ainda podem ter hotéis, restaurantes, spas e áreas dedicadas apenas à degustação e visitas guiadas. No Alentejo são cinco herdades com hospedagem Casa de Santa Vitória, Malhadinha Nova, Sobroso, Monte do Vau, São Lourenço do Barrocal e Grous) e quatro com restaurante Servas, Ribafreixo Wines, Quinta do Quetzal e Esporão).

Crédito das imagens: Ribafreixo Wines.