Design biofílico se consolida como tendência na decoração de luxo

A primavera estimula a renovação da decoração, trazendo para os ambientes mais natureza, seja em ramos de flores, vasos de plantas e até mesmo em jardins internos. Outra tendência é acrescentar objetos e detalhes com mais cor dentro dos espaços, abrir mais as janelas durante o dia para deixar a luz natural entrar e caprichar na iluminação interna durante a noite.

O designer Maurício D’Avila, da Geo Luz & Cerâmica, encontrou uma forma de aliar estilo ao clima primaveril com o lançamento do Garden: um abajur que une luz à natureza de forma única e criativa. A luminária “vem ao encontro do design biofílico, com o objetivo de criar espaços onde possamos viver e trabalhar em contato com o verde, melhorando o bem-estar físico e mental”, explica Maurício.

Tendência na arquitetura, o design biofílico busca criar soluções que deixem as pessoas se sentirem mais satisfeitas, saudáveis e motivadas. Mesclar a natureza nos espaços físicos é uma maneira de promover vínculos emocionais capazes de motivar o bem-estar e melhorar o desempenho e a produtividade, reduzindo a incidência de doenças relacionadas ao estresse.

Já está comprovado que a natureza tem uma influência positiva sobre a saúde e a sensação de felicidade das pessoas. Porém, como nem sempre dá para reformar e mudar toda a arquitetura de um edifício ou uma residência, para alcançar esse objetivo de conforto, pensar em peças que aliam beleza com natureza é um ótimo caminho para aperfeiçoar os ambientes.

 

A primavera também é a época perfeita para se falar em sustentabilidade de construções e espaços, já que a decoração deve estar alinhada à ideia de preservação dos recursos naturais. “Mundialmente, os consumidores estão voltados a consumir um produto mais ecológico e que não agrida o meio ambiente. Além disso, o processo de fabricação das peças não é agressivo ao meio ambiente”, finaliza o designer.

Crédito das imagens: Divulgação.