Chanel divulga resultados excelentes de faturamento do último ano fiscal

No último dia 13 de junho publicamos aqui no Terapia do Luxo uma matéria que abordava a mais recente pesquisa da BrandZ sobre o ranking das mais valiosas marcas de luxo na atualidade. Se, não foi surpresa nenhuma a constatação de que a Louis Vuitton mantém a primeira posição no estudo já há algum tempo, tampouco foi de se espantar que o segundo lugar foi ocupado pela Chanel.

A marca francesa, de acordo com dados recentemente divulgados, superou o montante de 11 milhões de dólares em vendas no último ano fiscal. O valor deu margem a um lucro operacional de quase 3 milhões de dólares, resultando em um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

 Conforme afirmou Philippe Blondiaux, diretor financeiro da marca, a Chanel” teve mais um ano forte. Nossas coleções de sucesso e lançamentos de novos produtos contribuíram para o crescimento de nossos negócios em todas as linhas de produtos. 2018 também foi um ano de investimento significativo do grupo como parte de um programa estratégico de vários anos para garantir nossas cadeias de suprimentos, acelerar nossa transformação digital e fortalecer nossos compromissos sociais e ambientais. Esses investimentos e o comprometimento de nossas equipes talentosas garantir o status icônico da marca e seu desenvolvimento a longo prazo”.

Para o mercado de luxo mundial, os bons resultados da marca francesa encerram uma série de especulações sobre o futuro da Chanel que vinha ganhando notoridade desde a morte de Karl Lagerfeld no mês de fevereiro.  “A Chanel não está à venda” ressaltou de forma incisiva Philippe Blondiaux, encerrando o assunto e destacando dados sobre as estratégias da marca e o crescimento do seu quadro de colaboradores.