Bons resultados da América à China

Que o mercado chinês se tornou uma das principais fontes responsáveis pelos bons resultados de algumas das principais marcas de luxo do mundo não é novidade. Aliando um grande contingente populacional e um crescimento econômico que mantem-se em alta, a China é uma espécie de galinha dos ovos de ouro no mercado global.

Por isso, a recente informação divulgada pela Hugo Boss que destacou um crescimento de 5% nas vendas do primeiro trimestre desse ano foi muito bem recebida por todo o mercado. E o motivo é simples: além do bom desempenho no mercado chinês, a marca alemã também comemorou os excelentes resultados obtidos na América.

O segmento de moda masculina foi um dos principais destaque de vendas da Hugo Boss no primeiro trimestre de 2018

E entre os motivos principais para o aumento real de faturamento está o grande crescimento das vendas através da internet. Após um grande investimento com o objetivo de ampliar a integração das lojas físicas com o mundo digital, o e-commerce da marca registrou um aumento substancial na ordem de 43% nos primeiros três meses de 2018.

Entre os segmentos da marca que mais contribuíram para o bom faturamento está a moda masculina, com um crescimento de 6%, enquanto a linha de roupas femininas registrou queda de 3%. É interessante ainda observar que os bons resultados foram divulgados logo após o final da parceria entre a Hugo Boss e o estilista Jason Wu.

Crédito da imagem: Reprodução Hugo Boss.