Bom momento do mercado de luxo incentiva fusões e aquisições

As fusões e aquisições entre empresas são comuns em grande parte dos nichos mercadológicos. Entretanto, no segmento de luxo, essas ações não são tão rotineiras, afinal de contas, as marca que perfazem o setor tende a ter dimensões mundiais e, via de regra, os valores envolvidos nos negócios são particularmente altos.

Entretanto, o bom momento do setor em todo o mundo vem incentivando mudanças nessa área. Uma das mais famosas, que ocorreu nos últimos meses, foi a entrada da grife Stella McCartney para o conglomerado de luxo Louis Vuitton. O mais recente negócio divulgado nessa área envolve o acordo bilionário entre a EssilorLuxottica e a GrandVision.

Com a aquisição da GrandVision, a EssilorLuxottica, fabricante de óculos de marcas como Ray-Ban (no alto da página) e Tiffany & Co. (acima) se consolida como uma das principais organizações do seu nicho de mercado

De acordo com as informações divulgadas pelas partes envolvidas, a EssilorLuxottica, que entre outras marcas é fabricante dos óculos Ray-Ban, comprou a GrandVision, empresa também pertencente ao segmento óptico, por 7,2 bilhões de euros. O negócio torna oficialmente a EssilorLuxottica uma das maiores organizações do setor em todo o mundo, com mais de sete mil pontos de venda e um faturamento anual que ultrapassa 3,7 bilhões de dólares.

A ideia da marca é, com a nova aquisição, se consolidar definitivamente como uma marca global. Vale lembra que, além da Ray-Ban, a EssilorLuxottica possui também as autorizações contratuais e a licença de mais de 30 marcas relacionas ao mercado de luxo como a Prada, a Giorgio Armani e a Tiffany & Co.

Crédito das imagens: Divulgação.