A beleza natural conquista o mercado brasileiro

Cuidar da saúde e do bem-estar virou uma tendência mundial. Mas, mais do que isso, também se tornou um modelo de negócio lucrativo, com boas oportunidades, tanto para o varejo como para a indústria. Atentas a esse mercado promissor, diversas marcas têm se mobilizado para fisgar essa demanda. É possível notar vários produtos repaginados, com rótulos novos e atraentes a esse público, que destacam e valorizam a matéria prima natural.

Os produtos de beleza e cosméticos naturais chegaram ao mercado de alto padrão brasileiro com força total. Além das marcas importadas, as fabricantes nacionais também estão investindo pesado nesse novo nicho. São diversas opções para cabelo, pele, unhas e cuidados de beleza destinados aos mais diversos públicos.

As pessoas estão mais preocupadas com a saúde e, portanto, estão mais interessadas em assuntos relacionados ao tema. Segundo o levantamento Power Natural: vivendo intensamente, mas com saúde, o termo natural cresceu 70% nas buscas dos últimos cinco anos.

Para a dermatologista Maria Clara Couto essa preocupação é mais do que um modismo passageiro, é resultado de uma população cada vez mais interessada em curar-se de algo ou, até mesmo, prevenir doenças, por isso aposta nos ativos naturais para manter a saúde em dia: “As pessoas estão em busca de soluções mais saudáveis, que tratem o problema sem causar outros danos ou efeitos colaterais, a intenção é aumentar a vitalidade física e garantir a manutenção da saúde com segurança”, explica a especialista.

Além disso, ainda há a questão ambiental. Atualmente existe uma conscientização maior acerca desse tema. Os consumidores se preocupam mais com os danos causados ao meio ambiente, portanto, os produtos que não agridem a natureza ganham pontos. E isso também inclui os testes e insumos derivados de animais, pois 67% das pessoas verificam a presença do selo Cruelty Free (livre de crueldade) antes de comprar.

Crédito das imagens: Reprodução.