As estratégias das marcas de luxo em um mercado cada vez mais global

Se, do ponto de vista econômico, uma das principais modificações do processo de globalização foi a abolição das fronteiras geográficas, o que ampliou as oportunidades de negociação em todo o mundo, do ponto de vista simbólico a alteração foi ainda mais expressiva, já que literalmente derrubou muitas das fronteiras ideológicas que ainda existiam.

Em outras palavras, isso significa que mesmo as culturas dos povos mais distantes ou fechados, passaram a ser vista de maneira positiva. Gastronomia, arte, moda e as mais diversas formas de expressão, por mais diferentes que pudessem ser, passaram se tornaram elementos compartilhados, e muitas vezes desejados, em todo o mundo.

Por isso, o recente caso envolvendo a Dolce & Gabbana ganhou intensa repercussão na mídia internacional nos últimos dias. De forma resumida, a marca italiana veiculou no mercado chinês uma série de vídeos que mostrava as dificuldades de uma mulher que tentava comer pizza, prato típico da gastronomia italiana, utilizando hashis, instrumento tradicional no consumo de alimentos na China.

A ideia era promover uma sátira bem humorada, entretanto, pouco tempo após os vídeos serem veiculados, iniciou-se uma campanha contra o filme, que foi acusado de ofensivo pelo povo chinês. Imediatamente após as manifestações negativas, os criadores da marca vieram a público se desculpar e afirmar que tudo não passou de um mal entendido. “Sentimos muito e queremos pedir desculpas aos chineses no mundo todo. Não acontecerá mais” destacou Domenico Dolce.

Para as marcas que atuam no mercado de luxo, o episódio possibilita duas grandes lições. A primeira diz respeito justamente ao mercado global dos dias de hoje. Em tempos de internet e de mídias sociais, a informação se propaga de maneira muito rápida e é preciso estar preparado para conter eventuais problemas. A segunda, e ainda mais importante, é ter a certeza de que a grandeza de um pedido de desculpas não tem preço.

É provável que o incidente afete de alguma forma os resultados da marca especialmente no mercado chinês, porém, sem sombra de dúvidas, a Dolce & Gabbana comprovou com suas estratégias para resolver a situação porque é uma das principais marcas de luxo do mundo.

Crédito da imagem: Reprodução Dolce & Gabbana.

Leave a Reply

Your email address will not be published.