A sustentabilidade no segmento de moda através do upcycling

Os ideais de sustentabilidade vêm influenciando cada vez mais o comportamento das pessoas, mudando costumes arraigados. E a moda vem acompanhando essa tendência. O consumo consciente cria novos hábitos de compra e consumidores mais antenados com a origem dos produtos que consomem. Está aumentando a procura por marcas que trazem a ecoconsciência no DNA.

Nesse cenário marcado pela ideia de sustentabilidade, vem se consolidando no segmento de moda o upcycling, opção de reutilização criativa que transforma subprodutos antes inutilizados, ou peças de menor valor agregado, em novos produtos de qualidade. Diversas marcas no Brasil e no mundo já aderiram ao upcycling como a grife holandeza de alta costura Viktor & Rolf que reutiliza retalhos de tecidos antigos para criar vestidos de luxo.

“O upcycling não deixa de ser a famosa customização já bastante disseminada. A diferença é que o upcycling tem atrelado o conceito da sustentabilidade, com o objetivo de desenvolver projetos ecoconsciente, que aumentam o ciclo de vida das roupas, evitando, assim, que mais lixo têxtil seja despejado na natureza”, ressalta Amanda Vasconcelos, professora do SENAI CETIQT. A consolidação dessa tendência comprova que ser sustentável nunca esteve tão na moda.

Crédito das imagens: Viktor & Rolf Haute Couture Spring/Summer 2017.