A personalização como estratégia de sucesso no mercado de luxo

No final do ano passado, a Lamborghini desenvolveu um novo modelo levando em conta os principais atributos da história da marca. Detalhes como o fino acabamento, a alta tecnologia e o design de ponta foram valorizados durante a produção do novo veículo. O detalhe, porém, é que desse modelo especificamente foi produzido apenas uma unidade.

Para atender aos desejos de um cliente tradicional da montadora, foi concebido de forma inteiramente particular todos os detalhes do projeto de um novo carro. Esse conceito, que atende pelo nome de personalização ou customização, a cada dia ganha mais importância dentro do mercado de luxo.

Essa prática já se tornou comum para as principais marcas de alto padrão, com a criação e o desenvolvimento de produtos em que a personalização é o principal atributo, como as belíssimas bolsas da grife italiana Dolce & Gabbana pintadas de forma artesanal. Essa tendência já se consolidou no segmento e o desafio agora é encontrar novas maneiras de incluir a customização nos processos produtivos.

Um aspecto absolutamente interessante do conceito de personalização é que ele pode ser aplicado em todos os segmentos de mercado imagináveis. Por exemplo, é possível criar uma agenda particular de atendimento para os alunos de um centro de ensino de inglês ou, ainda, elaborar um roteiro customizado atendendo os desejos particulares de um turista ou de um grupo de viagem.

Diante da minha experiência, trabalhando ativamente com as marcas de luxo, posso assegurar e garantir que esse atributo conquista o cliente que leva pra casa mais do que um produto e sim uma experiência de compra.