A expansão do mercado mundial de luxo sob a ótica de Gilles Lipovetsky

O filósofo francês Gilles Lipovetsky (imagem acima) é um dos principais pensadores ligados ao mercado de luxo na atualidade. Grande parte de sua obra e, em especial, seus livros que tiveram traduções para os mais diversos idiomas, propõe reflexões atenciosas e objetivas sobre as tendências de consumo e como os consumidores vem apresentando mudanças de comportamento.

Em uma de suas visitas ao Brasil, Lipovestky chamou a atenção ao visitar um centro popular de compras na cidade de Porto Alegre. Durante a visita, para a surpresa de alguns, o filósofo afirmou que o modelo de negócios do centro comercial poderia e deveria ser implantado em outras regiões do Brasil, promovendo desenvolvimento e estimulando os pequenos empreendedores do país.

Em uma recente viagem a Portugal, Gilles Lipovestky novamente ganhou destaque na imprensa especializada no segmento de luxo ao afirmar que uma das características que definem o mercado contemporâneo é, justamente, sua capacidade de expansão.

Questionado se Portugal poderia ser considerado em destino ou um país produtor de luxo, o filósofo francês respondeu destacando que “com a continuação da expansão do mercado do luxo, todos os países vão construir-se com este tipo de oferta. À medida que se desenvolvem, sobem na escala de valor e oferecem produtos com mais qualidade e originalidade. Há toda uma hierarquia possível. No mundo não há muitas marcas que possam rivalizar com a Chanel ou com a Dior, mas o luxo tornou-se plural. Se não compreendermos isto, não compreendemos nada”.

A resposta de Lipovestky ecoa diretamente nas mais recentes tendências do mercado de alto padrão e, entre elas, um dos principais destaques é a democratização do consumo. Se, como afirmou o filósofo, é quase impossível competir de forma equilibrada com as principais grifes do setor, o importante é que os mercados e os países entendam essa realidade e encontrem formas de estimular o setor para que o luxo possa, de fato, ser um vetor de desenvolvimento econômico e social em todo o mundo.

Crédito da imagem: Reprodução.