2015 motivos para celebrar o luxo no ano novo

o luxo continua em alta em 2015

o luxo continua em alta em 2015

Se a história elegerá acontecimentos marcantes como a reconciliação dos Estados Unidos e de Cuba, protagonizada por Barack Obama e Raúl Castro, e a desastrosa derrota sofrida pela Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo, num dos momentos mais constrangedores já registrados por uma nação anfitriã em todos os mundiais, para marcar o ano que passou, o segmento de luxo também tem fatos significativos para recordar 2014.

Em primeiro lugar, se a expectativa de crescimento do setor não se consolidou de forma plena, o volume de vendas também não foi desanimador. Apesar da crise econômica enfrentada por alguns dos mais importantes países consumidores dos produtos de alto padrão, muitas marcas de luxo registraram resultados expressivos no período.

No Brasil, mesmo com eventos como a Copa do Mundo e as eleições que, tradicionalmente, são responsáveis por um desaquecimento do comércio em geral, os resultados das lojas e empresas especializadas no mercado premium não pode ser considerado decepcionante. Veículos automotivos, como carros e motos, estão entre os principais produtos que contribuíram para os bons resultados do setor.

De acordo com matéria publicada no site Brasil Econômico as vendas no varejo do segmento de motos de luxo registraram um salto de mais de dez por cento em relação a 2013. Ao todo, mais de 51 mil motos de luxo foram vendidas em 2014. Marcas como BMW, Ducati e Harley-Davidson estão entre as que comemoram de forma mais expressiva os bons resultados alcançados.

Para o ano de 2015 a expectativa de crescimento para o setor de luxo é bastante positiva. Ainda de acordo com a matéria, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian afirmou que “mesmo sendo um ano com expectativas de ajuste da economia brasileira, e com a chegada da nova equipe econômica, acredito que o setor de duas rodas no Brasil terá melhores resultados. O mercado está confiante na retomada das vendas.”

Mas o otimismo não é exclusividade do setor automotivo. Diferentes nichos de mercado voltados ao alto padrão tem previsões positivas para o novo ano. O segmento de arquitetura e decoração, por exemplo, acredita que o novo perfil do consumidor de luxo deve ampliar ainda mais os negócios em 2015. Com a democratização do luxo, uma parcela cada vez maior da população se torna consumidora dos produtos de alto padrão. Além disso, as facilidades de linhas de crédito promovem uma procura maior. O luxo deixou de ser visto como ostentação para ser encarado como tendência.

Se o ano que se encerrou a pouco não foi um período dos mais representativos para o mercado de luxo, o ano que se inicia agora deve representar ao menos mais 2015 motivos para celebrar.